Novos Saints Row deve “seguir numa direção diferente”, diz a Volition

No primeiro, você afirmou os 3rd Street Saints como uma gangue de respeito. No segundo, você fez a gangue renascer e, no terceiro, enfrentou o Sindicato e o exército americano para se impor no país. Agora, em Saints Row 4, a saga dos Saints deve chegar ao fim – pelo menos como os conhecemos, segundo a Volition.

Em entrevista ao GameReactor, o diretor de design do game, Scott Phillips, explicou como funcionou o processo de criação desse novo game e o que há pela frente no futuro da franquia.

Eu lembro de dizer às pessoas: ‘Não sei o que faremos para superar Saints Row The Third. Nós tivemos uma missão em Mrate, um helicarrier e zumbis. O que faremos agora?’. Mas então todo mundo tirou férias e nós voltamos de cabeça limpa e rapidamente surgiu a ideia dos super-poderes. É algo que sempre falamos sobre. Não seria ótimo correr tão rápido como um carro, ou pular sobre um prédio ou ser capaz de pegar qualquer um e jogá-los através da cidade? As coisas começaram a crescer a partir daí. Os aliens surgiram porque nós precisávamos de inimigos à altura para os super-poderes e ser o Presidente pareceu o próximo passo depois de ser uma celebridade. Meio que tudo foi se juntando“, explicou Phillips, antes de admitir que a Volition considera Saints Row IV como o fim da saga dos Saints e dos personagens com os quais jogamos até agora.

[vejamais]

+ sobre Saints Row IV:

[/vejamais]

Se tivermos futuros Saints Rows – o que nós sempre esperamos que haja – a saga deve seguir numa direção diferente“, conclui o diretor de Saints Row IV.

O que seria “uma direção diferente” na franquia? Novos personagens e novas sagas? Talvez colocando viagens no tempo ou pelo espaço? Ou talvez a Volition esteja considerando levar Saints Row à sério e fazer games mais “sombrios”?

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

Começa numa perseguição de carro e continua numa perseguição a pé, uma família acuada tenta fugir de seus perseguidores se embrenhando na floresta, a tensão...

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

Magnifica! É a primeira palavra que me vem à mente para descrever a série Agents of SHIELD, uma série que começou com uma pegada totalmente...

Crítica | Resident Evil 6 – O Capítulo Final

Resident Evil 6 – O Capítulo Final, dirigido por Paul W. S. Anderson e levemente baseado no jogo de vídeo game do mesmo nome,  é...

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

A quase 12 anos atrás, chegava ao cinema a adaptação de um dos maiores sucessos literários da história. “Lemony Snicket’s A Series Of Unfortunate Events”,...

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

Walter Tierno é autor nacional, publicou dois livros pela Giz Editorial (Cira e o Velho e Anardeus – No Calor da Destruição) e agora, pela...

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld

Scott Westerfeld é, atualmente, um dos escritores que considero consistentes a ponto de ler seus livros sem saber exatamente do que se tratam e ainda...