Combo 5 Bônus | Dicas para fugir do Carnaval

  Roberta Rampini  |    sábado, 18 de fevereiro de 2012

A Rampinii recebe o Leco nos aposentos do Combo 5 para juntos confabularem maneiras de passar esse Carnaval fugindo da folia

Dicas de Livros e HQs

Conhecer/reler uma obra inteira

Rampinii: Esse é o momento cult do Combo Bônus Especial Carnaval. Afinal, ler é algo super democrático, com tantos estilos e obras. A gente nem vai te condenar se você quiser ler crepúsculo. Mentira, a gente vai, porque somos desses.

Leco: Não só vamos condenar, como vamos banir seu IP daqui. Mas, que tal aproveitar que o Carnaval dura incríveis 5 dias e coloca em dia a sua leitura? Você já leu todos os poemas do Fernando Pessoa como pretendia? Já cumpriu aquela promessa de reler O Hobbit e a Trilogia do Anel? Já curtiu Jogos Vorazes, que vai ganhar filme em março? Quanto tempo perdido!!

Rampinii: Eu estou lendo As Crônicas de Gelo e Fogo, mas ainda to em a Guerra dos Tronos. Aquele treco é tão gigante que eu não me assustaria se terminasse no Natal. Dá para ler The Walking Dead também, que já voltou as telinhas. Ou… Ou… Diga aí Leco.

Leco: 5 dias é mais do que o suficiente pra curtir as principais HQs do Alan Moore, por exemplo. Que tal ler Watchmen no sábado, V de Vingança no domingo e A Liga Extraordinária na segunda-feira? Ou então, esquece o Alan Moore e parte pra alguma coisa mais nova. Tipo Os Novos 52.

Rampinii: Tá, você pode até esquecer o Moore, mas se for na ideia e esquecer a piada mortal eu e os mano lá de Arkham vamos atrás de você. NO CINEMA.

Leco: Você foi avisado, manolo! Mas se pagar pau pra gringo não é a sua praia, a Literatura Nacional tá cheia de bons exemplos.

Promover um Sarau diferente

Rampinii: Se você não quer passar tanto tempo sozinho e ainda conhecer coisas novas assim como relembrar o que já te fez arrepiar durante uma madrugada a meia luz… Ops. Então, uma boa dica é chamar a galera para um sarau. Parece coisa de velho, mas não precisa ser. Uma festa do clube do livro pode rolar leitura de trechos legais, debate sobre desenrolos da história e até… Uma puta ideia para algo novo.

Leco: Taí, Sarau é igual sopa no jantar: parece coisa de velho, mas não precisa ser. Mas uma coisa me chamou atenção. O que você quis dizer com “uma puta idéia para algo novo”? o.O

Escrever sua própria estória

Rampinii: A vai dizer que não entendeu? Até meu pai já escreveu fanfic e nem sabe. AHAHAHA Na verdade muita gente por aí já fez isso sem colocar no papel e não percebeu. Divagar sobre como você se sairia em um cenário, criar novos personagens para uma história, imaginar o que aconteceu antes de um universo começar, ou como os personagens ficaram depois de as páginas acabarem é tão comum que a maioria das pessoas nem percebe o quando pode ser divertido.

Leco: Caraca, tive uma idéia maluca. E se você, leitor, jogasse uma partida de RPG como a gente sugeriu antes e depois transformasse a jornada de vocês em um livro? Aposto que você já teve vontade de trasncrever aquela aventura fodástica onde você não só saiu com a Princesa como também matou o Dragão em um livro!

Rampinii: Conheço muita gente que faz isso. Meu espelho também. Mas saca, não precisa ser só uma adaptação. Com certeza tem muita gente por aí com ideias próprias. E pare para pensar um minuto, aquele autor de fantasia que você ama um belo dia parou para escrever o universo que habitava apenas na cabeça dele. Colocar isso para fora é o primeiro passo, jovem aspirante a escritor.

Leco: Ok, depois dessa só me resta dizer uma coisa: e se tiver um maluco aí fora que não curte cinema, games ou livros. Como ele enfrenta o Carnaval?

Rampinii: Televisão todo mundo tem e assiste. Mas… Será que da mesmo para salvar o Carnaval de alguém usando a televisão? Logo o carnaval e a televisão?

Leco: É o que os nossos amigos leitores vão descobrir assim que clicarem na próxima página, abaixo.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários