Combo 5 Bônus | Dicas para fugir do Carnaval

  Roberta Rampini  |    sábado, 18 de fevereiro de 2012

A Rampinii recebe o Leco nos aposentos do Combo 5 para juntos confabularem maneiras de passar esse Carnaval fugindo da folia

Dicas de Cinema

Vá ao Cinema!

Leco: Rampinii, sabe como esquecer do Carnaval se afundando em filmes?

Rampinii: Os lanterninhas do Cineshow bem sabem que sim. Já contei para vocês que tem uma foto minha na sala dos funcinários do cinema aqui da cidade com uma observação “nunca venda ingressos a ela”? Pois bem senhores, ir ao cinema pode ser bem mais divertido que ficar sentado lá apenas assistindo um filme que ultimamente nem se mostra tão legal assim.

Leco: Wait, wat?… Foto sua na salinha dos funcionários?? Não era bem isso que eu tinha em mente quando sugeri aos nossos adoráveis e bem educados leitores que fossem no cinema. Eu pensei que talvez eles pudessem ver um filminho maneiro, tipo A Invenção de Hugo Cabret ou Moneyball. Mas conte-me mais sobre essas travessuras, dona Rampini…

Rampinii: Mas é bem aí que está a graça senhor Leco, ir ao cinema e ver o filme da moda é bem fácil, difícil mesmo é viver o lado hard da vida. Já pensou que interessante, quando sua sessão de Star Wars acabar provavelmente a fila da próxima sessão já estará formada, ande por lá dizendo que sei lá, o Anakin morreu ou que inventaram um remake louco em que a Leia é lésbica. Spoiler falso não é crime, mas é um baita troll.

Dar uma festa também pode ser uma boa ideia, o tempo entre os créditos e os lanterninhas te expulsarem é o time perfeito para se cantar parabéns, encher bolas e distribuir brigadeiros entre as outras pessoas da sessão. Se quiser algo mais simples, vá assistir um filme e diga bem alto “eu vi no Supernovo.net que tem cena depois dos créditos” você fará pelo menos um bom grupo de pessoas gastarem mais tempo da sua vida à toa.

Leco: Alô? É do Asilo Arkham? Eu acho que minha companheira de site é… bem, como posso dizer… louca. Acho que ela é perigosa também.

Quer dizer, amigos leitores, vocês podem viver a vida selvagem e hardcore que a dona Rampinii leva, claro que sim. Só lembrem de não dizer pro delegado ou pro dono do cinema que aprendeu essas coisas aqui, ok?

Rampinii: Ou digam… Vai que eles são desses. Mas então, se você é lvl n00b temos opções mais simples para quem quer aproveitar o tempo de um jeito mais easy. Uma boa marotona é uma ideia, apesar de eu achar um pouco… Sem graça. Eu e meus amigos lá de Arkham…

Faça uma maratona de cinema!

Leco: Olha só! Uma maratona de filmes. Nada pode ser mais seguro, saudável e tranquilo do que uma boa maratona de filmes. Liga pra galera e reúne todo mundo pra encarar os seis Star Wars de uma vez só. Ou só os 3 antigos duas vezes!

Rampinii: Não tem como tornar isso mais legal não, Leco? Com um jogo, sei lá.

Leco: Rampinii, eu tenho uma reputação a zelar. Mas tem sim. Amigos, preparem-se, pois vou ensiná-los a jogar o magnífico Drunk-Scarface!

Leco: Então preparem-se, companheiros de traquinagem. Para jogar o Drunk-Scarface vocês vão precisar de duas coisas: álcool e uma cópia de Titanic… não, de Scarface, claro.

Aí começa a parada simples. O álcool (que pode ser cerveja caso você seja faixa branca ou até mesmo vodka, caso você seja Bebum lvl 90), vai ser um certo aperitivo para o filme. Cada vez que o glorioso Al Pacino pronunciar a palavra “fuck!” no filme, alguém toma um golinho do marvado. Em ordem, claro.

O objetivo é que, no fim do filme, cada um de vocês já esteja encenando seu próprio Scarface, de cuecas, no quintal de casa.

Rampinii: Daí eu gostei. Se você é careta que nem a tia aqui, dá para trocar por pagar um mico, dinheiro, comer algo ruim, beijar o nerd feio e espinhento do seu lado e etc. Da mesma maneira que dá para trocar o filme e o momento de pagar a prenda.

Leco: Se as leitoras lindas do Supernovo quiserem fazer essa versão soft do jogo, me chamem pra ser o nerd feio e espinhento! Se vocês não gostam muito de Scarface (shame on you), podem fazer um festival “Filmes de Quadrinhos” e tomar a birita/pagar a prenda cada vez que o herói salvar alguém…

Rampinii: Okay Leco… Okay… Chega de pensar em (.)(.) e vamos a próxima dica de cinema, por favor…

Leco: (  .  ) (  .  )

Ok, ok. Sem mais parênteses. A próxima dica é para quem quer se aprofundar mais na Sétima Arte e que, por coincidência, gosta de falar sobre os filmes que vê…

Veja um filme diferente e escreva uma crítica!

Leco: Porque só ver filmes recentes não é o suficiente para algumas pessoas. *cof cof Pedrão cof cof*

Rampinii: Como se ele fosse o único que escreve críticas de cinema aqui… – Única do site imune à piada.

Leco: Rá, verdade. A Rampinii nunca escreveu uma crítica no Supernovo, hahahaha

Leco: Mas continuando. Que tal você, amigo leitor, se inspirar no nosso companheiro Pedrão e ir ver um filme diferente (por diferente, eu quero dizer um filme antigão, ou um filme russo independente, ou um filme B da Somália, as opções são infinitas!) dos blockbusters normais e escrever aquela crítica marota sobre o filme. Se mandar pra gente, rola até aparecer no Supernovo, olha só!

Rampinii: Ah, oi… Tava olhando aqui, a Jeh acabou de me mandar uma solicitação do Monster World, mas eu só morro naquilo, perdi todas as minhas plantas… Na verdade, eu quero abrir meu coração. Eu sou a pior gamer do mundo, sério. É triste ouvir minha sobrinha dizer “me daqui, eu passo essa fase para você para o Mario não morrer”. Daí Leco, salve os gamers e os noobs, o que fazer para se divertir ou mesmo se aperfeiçoar no passatempo mais glorioso de um nerd.

Leco: Então, se vossa senhoria que nos lê puder nos acompanhar, é só clicar na próxima página aqui embaixo e conferir nossas dicas para passar o Carnaval imerso no mundo dos video-games


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários