Will Smith pretende deixar os blockbusters depois do fracasso de Depois da Terra

Depois da Terra, filme dirigido por M. Night Shyamalan (O Sexto Sentido) e idealizado por Will Smith (MIB), estreou no mercado norte-americano e em alguns outros países nas últimas semanas, amargando apenas $35 milhões de dólares nas bilheterias mundias e colecionando críticas negativas pelo caminho.

Will Smith After Earth

O fracasso financeiro e artístico do filme deve afastar Will Smith dos blockbusters, segundo entrevista do próprio ao Digital Spy. O ator comentou que seus últimos projetos “tem sido necessariamente blockbusters, mas acho que eu vou começar a mudar e procurar por mais perigo em minhas opções artísticas“. Em português claro, Smith diz que pretende se dedicar à filmes menos grandiosos e super-produzidos e passar a encarar produções menores.

É curioso ver Will Smith querendo deixar os blockbusters, uma vez que ele já foi chamado de “Rei dos Blockbusters” na década de 90/2000, quando várias produções estreladas pelo ator lucravam muito em bilheterias ao redor do planeta.

Em Depois da Terra, mil anos depois de eventos cataclísmicos forçarem a humanidade a escapar da Terra, Nova Prime se tornou o novo lar da humanidade. O lendário General Cypher Raige (Will Smith) retorna de uma longa viagem à trabalho para a sua negligenciada família, pronto para ser um pai para seu filho de 13 anos, Kitai (Jaden Smith). Quando uma tempestade de asteróides atinge a nave onde Cypher e Kitai estão, eles caem no desconhecido e perigoso planeta Terra. Enquanto seu pai jaz agonizando na nave, Kitai deve se aventurar pelo hostil local para recuperar o sinal de resgate, que caiu da nave. Durante toda sua vida, Kitai sempre quis ser um soldado, como seu pai. Hoje, ele ganha essa chance.

Depois da Terra estreia no Brasil na próxima sexta-feira.

/Games

O futebol além dos campos

/Séries & TV

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

/Séries & TV

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

/Séries & TV

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

/BananaBooks

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

/BananaBooks

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld