Steven Spielberg vai dirigir o filme de Jogador Nº 1

Quando surgiu o papo de que a Warner Bros. queria Christopher Nolan (Interstellar) para dirigir a adaptação cinematográfica de Jogador Número 1, livro de Ernest Cline, a gente sabia que o estúdio apostava forte no longa.

Não é por menos: a ficção-científica lançada em 2012 foi um dos livros infanto-juvenis de mais bem recebido por crítica e público dos últimos anos. Além disso, por ser uma história tão fortemente visual, sua adaptação para o cinema é algo quase “exigível” quando se lê o livro – especialmente porque ele é montado de forma a parecer e homenagear filmes dos anos 80.

Como já era de se esperar, Nolan não vai comandar a adaptação do livro, provavelmente porque se trata de um material diferente demais para o seu estilo. Quem assinou com a Warner pra dirigir e produzir o longa, porém, tem tanto gabarito quando o diretor de A Origem e ainda é muito mais indicado pro cargo: Steven Spielberg!

O diretor de filmes como Indiana Jones, ET, Tubarão, Jurassic Park e outros, assinou com a Warner para dirigir e produzir Jogador Número 1. De acordo com o estúdio, Spielberg é “o diretor dos sonhos pra esse projeto” – e a verdade é que ele meio que é sim. Claro, eu ia preferir alguém que cresceu vendo os filmes dos anos 80 que são homenageados no livro – alguém com Edgar Wright (Scott Pilgrim) ou James Gunn (Os Guardiões da Galáxia) – mas não tem como negar que Spielberg é um dos melhores nomes possíveis pro longa.

Para quem não conhece, Jogador Nº 1 chegou ao Brasil em 2012 pela editora LeYa e retrata um futuro próximo da humanidade, onde a sociedade atingiu níveis preocupantes de qualidade de vida, desemprego e pobreza. Para fugir dessa realidade, as pessoas mergulham de cabeça em OASIS, uma utópica realidade virtual que pode ser descrita como uma fusão entre a Internet, video-games e redes-sociais, que passa a pautar a vida das pessoas – por exemplo, os garotos não frequentam mais uma escola física, indo às aulas pelo OASIS.

O que acontece é que o excêntrico bilionário que criou essa maravilha morreu há muitos anos, tendo deixado toda a sua fortuna como prêmio para o vencedor de uma última gincana: dentro do absurdamente gigante mundo de OASIS, ele escondeu três chaves, que levarão à um easter-egg. Quem achar esse easter-egg, leva toda a fortuna do cara e os direitos às criações dele, incluindo o próprio OASIS.

Muitos anos se passam e ninguém consegue achar as tais chaves, até que um dia o adolescente Wade Watts, que dedica a sua vida à conhecer e estudar mais sobre essa caça ao tesouro, se torna a primeira pessoa do mundo a encontrar a chave e vê sua vida ser virada de cabeça para baixo quando essa competição começa a representar um perigo real para a sua vida e para aqueles ao seu redor.

[vejamais]

+ sobre Jogador Nº 1:

[/vejamais]

via THR

/Games

O futebol além dos campos

/Séries & TV

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

/Séries & TV

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

/Séries & TV

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

/BananaBooks

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

/BananaBooks

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld