Marvel e outros estúdios cinematográficos podem não ir à Comic-Con

De acordo com o New York Times, os grandes estúdios cinematográficos de Hollywood podem passar em branco pela Comic-Con, que começa no dia 20 de julho.

Segundo a publicação, Warner, Disney, Dreamworks, The Weisten Company e até mesmo a Marvel, podem não apresentar nenhum de seus filmes nos painéis da convenção que ocorrerá em San Diego. Por quê?

Bom, a matéria divaga que, talvez, os grandes estúdios começaram a perceber que ir à Comic-Con custa algum dinheiro e o retorno não é garantido. Pior: não é nada esperado. Para efeitos de comparação, Scott Pilgrim Contra O Mundo, filme da Universal, foi uma das sensações da Comic-Con do ano passado. A empresa investiu pesado pra que isso acontecesse. O filme foi lançado 3 semanas depois e só vendeu $32 milhões de dólares em ingressos. Ele custou $60 milhões pra ser feito.

Além da falta de garantia em sucesso ao ir à Comic-Con, os estúdios ainda sofrem com as princesas que vão ao evento. Nerd é uma raça chata pra caramba (O quê? É verdade…). Por exemplo, eu não perco uma oportunidade de xingar o Michael Bay pelo o que ele fez com Transformers. As chances de alguém lá gravar um vídeo falando mal de algum dos filmes mostrados e isso cair nos grandes sites do tema, é alta e é um péssimo marketing.

Um outro caso em particular é o da Marvel. Claro, ninguém que vai à Comic-Con PRECISA ser convencido à assistir os filmes da Marvel. Eles irão. Mas é uma surpresa eles não aparecerem lá com  Os Vingadores. Obviamente eles estarão presentes com os quadrinhos, mas parece que sem filmes do estúdio.

Em compensação, quem parece que estará lá será a Universal com “Cowboys & Aliens“, Paramount com “As Aventuras de Tintin: O Segredo do Licorne“, com a presença de Steven Spielberg, provavelmente; a 20th Century deve apresentar “Rise of the Planet of the Apes” e a Sony levará “The Amazing Spider-Man“.

Outros filmes que devem estar presentes: “Shark Night 3D“, “Immortals“, “Os Mercenários 2“, “Amanhecer Parte 1“.

Além de filmes, séries de TV também marcam presença e, esse ano, devem aparecer por lá: “Terra Nova“, “The Big Bang Theory” e “Chuck“.

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

Começa numa perseguição de carro e continua numa perseguição a pé, uma família acuada tenta fugir de seus perseguidores se embrenhando na floresta, a tensão...

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

Magnifica! É a primeira palavra que me vem à mente para descrever a série Agents of SHIELD, uma série que começou com uma pegada totalmente...

Crítica | Resident Evil 6 – O Capítulo Final

Resident Evil 6 – O Capítulo Final, dirigido por Paul W. S. Anderson e levemente baseado no jogo de vídeo game do mesmo nome,  é...

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

A quase 12 anos atrás, chegava ao cinema a adaptação de um dos maiores sucessos literários da história. “Lemony Snicket’s A Series Of Unfortunate Events”,...

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

Walter Tierno é autor nacional, publicou dois livros pela Giz Editorial (Cira e o Velho e Anardeus – No Calor da Destruição) e agora, pela...

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld

Scott Westerfeld é, atualmente, um dos escritores que considero consistentes a ponto de ler seus livros sem saber exatamente do que se tratam e ainda...