DVD/Blu-Ray de Wolverine – Imortal terá versão mais sangrenta

Wolverine Samurai

No cenário atual de Hollywood, se um blockbuster ganhar classificação indicativa para maiores de 18 anos, dificilmente ele irá prosperar nas bilheterias.

Veja o caso de Juiz Dredd, por exemplo, que até era um filme bem decente mas que não conseguiu resultados monetários expressivos e acabou ganhando uma sequência em quadrinhos.

Assim, não é com muita surpresa que recebemos a notícia de hoje. O diretor James Mangold, de Wolverine – Imortal, disse em entrevista ao Digital Spy que o novo filme do Carcaju da Marvel terá uma versão sem classificação indicativa e mais sangrenta no seu DVD/Blu-Ray.

[quote]Eu fiquei bem feliz com o corte final e o estúdio foi bem generoso sobre me deixar terminar o filme como eu queria, mas acho que teremos uma versão ligeiramente mais violenta… digamos, sem classificação indicativa e mais sangue. Nós temos uns 10 ou 12 minutos de cenas que eu adoraria que as pessoas vissem, então nós produziremos uma versão maior do filme pro Blu-Ray ou sei lá.[/quote]

É verdade que o Wolverine é um personagem bem mais violento nos quadrinhos do que nos filmes da 20th Century Fox – mesmo os quadrinhos também sendo focados no público adolescente. Talvez um pouco mais de sangue seja o que a versão de Hugh Jackman do personagem precise.

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

Começa numa perseguição de carro e continua numa perseguição a pé, uma família acuada tenta fugir de seus perseguidores se embrenhando na floresta, a tensão...

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

Magnifica! É a primeira palavra que me vem à mente para descrever a série Agents of SHIELD, uma série que começou com uma pegada totalmente...

Crítica | Resident Evil 6 – O Capítulo Final

Resident Evil 6 – O Capítulo Final, dirigido por Paul W. S. Anderson e levemente baseado no jogo de vídeo game do mesmo nome,  é...

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

A quase 12 anos atrás, chegava ao cinema a adaptação de um dos maiores sucessos literários da história. “Lemony Snicket’s A Series Of Unfortunate Events”,...

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

Walter Tierno é autor nacional, publicou dois livros pela Giz Editorial (Cira e o Velho e Anardeus – No Calor da Destruição) e agora, pela...

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld

Scott Westerfeld é, atualmente, um dos escritores que considero consistentes a ponto de ler seus livros sem saber exatamente do que se tratam e ainda...