SuperMag – A Edição do Hiato

Jack Mankey

  quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

SuperMag – A Edição do Hiato

Faça já o download da SuperM... oh, wait...

Olá, você, amigo leitor.

Ansioso por baixar mais uma edição da SuperMag? Bem, sente-se, nós precisamos conversar.

inside-supermagFoi em agosto do ano passado que o super-time de colaboradores do Supernovo (pausa pra rir) começou a megalomaníaca tarefa de produzir uma revista mensal digital gratuita. E o retorno inicial foi incrível. Recebemos emails, comentários e elogios de mais gente que poderíamos imaginar (e de gente que nem suspeitávamos que acompanhassem o que fazemos por aqui).

Esse gás inicial nos levou a produzir as outra 5 edições da SuperMag, totalizando 6 revistas digitais mensais gratuitas (adoro escrever todos os adjetivos). Os elogios continuaram – aparentemente, nós mandamos muito bem na diagramação e no conteúdo (são vocês quem dizem :P).

Porém (vocês sabiam que esse “porém” vinha por aí), nem tudo são flores no mundo da produção digital de conteúdo. “Para qualquer coisa que você decida fazer na vida, é preciso conferir a relação custo x benefício”, já dizia um dos mentores da minha vida, um professor do Telecurso 2000. Pouco depois ele completava com “Mas o que é custo x benefício? Vamos descobrir, abram os manuais na página 37”, mas essa parte já é irrelevante para o texto.

A verdade é que o custo de se fazer a SuperMag é alto. Envolve a colaboração de muita gente, além de consumir noites de sono dos nossos macacos escravos, que fazem serões durante a madrugada para editar/escrever tudo – e ainda trabalham no dia seguinte.

Sendo honesto com vocês (e honestidade é a palavra chave nesse site que coloca um personagem fictício para falar com vocês), todo esse trabalho se paga quando um email de um leitor chega dizendo que essa edição estava ótima, quando alguém que a gente admira tweeta dizendo que a revista é legal ou quando um grande parceiro e amigo manda um email chamando a SuperMag de “companheira de viagem”.

Porém, as últimas edições da revista tiveram uma recepção fria. Audiência continua a mesma, mas a relevância e o impacto de cada edição diminuiu muito. Mas o trabalho não.

Em uma reunião extraordinária, as grandes mentes que lideram esse colosso da comunicação digital brasileira se uniram num chamado de emergência (que, acredito, eles chamem de “uma partida de FIFA”) e resolveram colocar a SuperMag em hiato. Não é um cancelamento, não significa que nunca voltaremos com a revista, mas que, por enquanto, ela ficará pausada.

Por quanto tempo? Essa informação é restrita – eu poderia contar, mas daí nossos snipers precisariam ir até à sua casa fazer uma visita.  Mas, para quem cresceu lendo a revista Herói e a Nintendo World, a ideia de criar algo nos mesmos moldes continua, mesmo que precisemos de uma pausa para reformular tudo.

Antes de concluir, é preciso deixar alguns agradecimentos. Aos amigos e parceiros Bruno Zago, Alexandre Callari e Daniel Lopes, do Pipoca e Nanquim; ao Bruno Costa e toda a galera d’Os Cinéfilos; ao PH Santos e Carlos Tourinho do Iradex e Pauta Livre News; à galera muito louca que apronta altas confusões da pesada no Botecão do Jack; e aos malandros Matheus Pessoa, Ronaldo D’Arcadia, Pedro Luiz, Roberta Rampinii, Tayná Tavares, Luana Gonçalvez, Jessica Pagliai, Leandro Barros e Eder Augusto, um enorme OBRIGADO pelo apoio e dedicação com a SuperMag. Nós voltaremos a encher o saco de vocês quando o projeto for retomado.

Eu sou o Jack Mankey e você pode acompanhar as minhas peripécias no Descaralhando a Banana. Voltamos agora com a nossa programação normal.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários