Sofazão | O Homem Aranha: A série animada

É quase unanimidade dizer que quem cresceu em meados dos anos 90 e início dos anos 2000 teve a melhor e mais interessante infância, pelo menos em relação a desenhos e programas de TV. Cavaleiros do Zodíaco (ouça nosso podcast sobre!), Super Campeões, Yu Yu Hakusho, O Laboratório de Dexter, e tantos outros.

Um programa em particular participou da vida de 99% da molecada que cresceu nessa época: TV Globinho. Dentro desse (outrora) fantástico programa, passavam inúmeros desenhos, e um deles se destacava (e se destaca até hoje) por ser uma das melhores adaptações de quadrinhos para a TV. Hoje a sofazão trás não um filme, mas uma série: O Homem Aranha

A série foi feita entre 1994 e 1998, e tinha na produção executiva Avi Arad, que hoje ainda é responsável por filmes da Marvel, e o criador do herói, Stan Lee. Muitos dizem que deve ser esse o motivo da série ser considerada a melhor adaptação de quadrinhos para a TV, pois além de trabalhar na produção executiva, Stan Lee também era consultor de histórias e revisor, não deixando que estragassem sua maior criação, na modesta opinião de quem vos escreve.

São 69 episódios, divididos em 5 temporadas. Destaque para a saga do Venom, que deixou o escritor dessa coluna com medo aos 9 anos de idade por desmascarar Peter Parker num prédio em plena Manhattan.  No Brasil, a série passou na já citada Globo, e nos canais pagos Fox Kids (que descansa em paz) e no Jetix (que também não se encontra mais entre nós).

Recomendo veementemente a série porque nela vemos um Peter Parker/Homem Aranha brincalhão e, além de tudo, filósofo. No meio das lutas contra Venom, Kraven: o caçador, Escorpião e tantos outros, Peter soltava suas pérolas reflexivas, ensinando as crianças da época de um jeito tão divertido que era obrigação acordar, colocar o achocolatado no copo, ir para a sala e assisti-lo.

Esse episódio fez a cabeça da molecada explodir! E as rodinhas de conversa no recreio renderam boas discussões:

Na série ainda podemos ver Demolidor, Capitão América e até os X-Men em pequenas participações.

Só vendo para entender o quão legal e nostálgica é essa série. Se ainda houver interesse de revisitar, no Youtube é possível encontrar não os 69 episódios, mas boa parte da série.

Para matar um pouco a vontade, veja o primeiro episódio dessa série fantástica!

‘’Nova York… Se tudo lá embaixo fosse tão calmo como parece daqui… ’’ PARKER, Peter.

PS: Note o excelente trabalho de dublagem!

http://www.youtube.com/watch?v=zCIHHXve2JU

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

Começa numa perseguição de carro e continua numa perseguição a pé, uma família acuada tenta fugir de seus perseguidores se embrenhando na floresta, a tensão...

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

Magnifica! É a primeira palavra que me vem à mente para descrever a série Agents of SHIELD, uma série que começou com uma pegada totalmente...

Crítica | Resident Evil 6 – O Capítulo Final

Resident Evil 6 – O Capítulo Final, dirigido por Paul W. S. Anderson e levemente baseado no jogo de vídeo game do mesmo nome,  é...

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

A quase 12 anos atrás, chegava ao cinema a adaptação de um dos maiores sucessos literários da história. “Lemony Snicket’s A Series Of Unfortunate Events”,...

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

Walter Tierno é autor nacional, publicou dois livros pela Giz Editorial (Cira e o Velho e Anardeus – No Calor da Destruição) e agora, pela...

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld

Scott Westerfeld é, atualmente, um dos escritores que considero consistentes a ponto de ler seus livros sem saber exatamente do que se tratam e ainda...