Review | The Walking Dead 2×07: “Pretty Much Dead Already”

O segundo melhor episódio de sempre em The Walking Dead encerra essa medíocre Fall Season para mim, e voltamos na midseason com mais 6 episódios, no dia 12 de Fevereiro. SPOILERS fortíssimos para quem não viu o episódio.

Durante a semana a foto da Sophia zumbi tinha rolado ai num site de humor bastante conhecido no Brasil, quase todo mundo viu, eu fiquei meio relutante a acreditar, já que Sophia não está morta na HQ, mas enfim, conforme o fim do episódio se aproximava, aquela foto fazia mais sentido para mim, já que Kirka tinha dito que a resolução do caso Sophia seria nesse episódio, e eu não via ninguém se movimentar efetivamente para uma busca, e o assunto geral era o celeiro…

Por que eu acho o segundo melhor episódio de sempre? O primeiro melhor episódio de The Walking Dead de sempre, foi o primeiro, aliás, aquele foi um dos melhores de sempre entre todas as séries, estaria num top10. E esse episódio foi muito tenso nos últimos 20 minutos, tudo que pedimos para uma série de suspense, além de uma cena final absolutamente fantástica, toda a sequência na porta do celeiro foi do “carvalho“, Shane quando mostra a Hershel o que é realmente um zumbi, faz o mundo do velhote cair, deixando-o desolado, e depois começa o incrível massacre, que não só foi bom para o desenvolvimento dos problemas da série, da diversão, como também foi muito bem filmado e executado.

Shane até tava indo bem, apesar de não concordar com a parada de abrir o celeiro, estavam dramatizando demais um situação não tão grave assim, mas entendo também o lado de Shane, eles passaram por merdas muito piores e sabem do que os zumbis são capazes, mas no fim, ele perdeu para si próprio, foi fraco, covarde e deu um motivo para Hershel esfregar na cara dele…

Ao fim do massacre surge então a resposta que esperávamos ansiosamente à sete episódios, Sophia surge, zumbificada, provocando uma reação explosiva de Carol, e a paralização dos “machões” que na hora H não tiveram cabelo no peito para fazer o que tinha de ser feito, o que foi a cereja no bolo do episódio, mesmo estragado pelo spoiler prévio, não foi ruim, acredito que quem não tinha visto ainda, deve ter ficado mais chocado.

Temos de concordar que Andrew Lincoln, o Rick,  não vinha tendo uma grande atuação, não é o personagem favorito da massa, não tem carisma, e mesmo sendo o grande protagonista, não caiu em graças até o momento. Mas que ele chutou grandes bundas fétidas nesse episódio, isso ele chutou.

A única bunda que ele talvez não chutou, foi a de Dale, mas isso só porque não precisou.

Dale aliás está bem, mas numa tarefa infeliz de remediar tudo as escuras, eu já o tinha elogiado no episódio passado, ele teve participação importante nesse episódio também, e outra vez a experiência jogou a seu favor na atuação, e contra seu personagem que cedeu aos caprichos de Shane, ok, é bom para a trama manter o Shane ali mais um tempo, agora o bicho vai pegar, e ele estará no centro disso tudo.

Agora vão falar que o Hershel foi um grandessíssimo filho da puta, pois sabia que a menina estava lá e não avisou, e aquele blablabla todo, ok, vai, e esse é o objetivo, os roteiristas querem botar fogo nisso, o bicho vai pegar, e você vai reclamar por acaso? Claro que não… Mesmo com Robert Kirkman confirmando em uma entrevista que Hershel não sabia que Sophia estava lá, quem colocava os zumbis lá era o Otis, aliás, leia toda a entrevista, Robert comenta sobre o último episódio e sobre o futuro da série.

Daryl e Carol dispensa comentários devido ao alto poder de previsão da situação, quem realmente não sabia que isso iria acontecer há uns 3 episódios atrás? Enfim… Norman Reedus, o Daryl,  foi outro que comentou o personagem em entrevista depois do último episódio, vale a pensa conferir.

Só nos resta esperar por esses 45 dias para ver o que mais acontece, Carl ta meio bravo com Shane, será que veremos uma situação atrasada da HQ?

Promo do próximo episódio:

http://www.youtube.com/watch?v=YqEu9yAViCw

Sneak Peek do próximo episódio:

http://www.youtube.com/watch?v=sDkAgLO6nOU

Últimas reviews:

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

Começa numa perseguição de carro e continua numa perseguição a pé, uma família acuada tenta fugir de seus perseguidores se embrenhando na floresta, a tensão...

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

Magnifica! É a primeira palavra que me vem à mente para descrever a série Agents of SHIELD, uma série que começou com uma pegada totalmente...

Crítica | Resident Evil 6 – O Capítulo Final

Resident Evil 6 – O Capítulo Final, dirigido por Paul W. S. Anderson e levemente baseado no jogo de vídeo game do mesmo nome,  é...

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

A quase 12 anos atrás, chegava ao cinema a adaptação de um dos maiores sucessos literários da história. “Lemony Snicket’s A Series Of Unfortunate Events”,...

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

Walter Tierno é autor nacional, publicou dois livros pela Giz Editorial (Cira e o Velho e Anardeus – No Calor da Destruição) e agora, pela...

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld

Scott Westerfeld é, atualmente, um dos escritores que considero consistentes a ponto de ler seus livros sem saber exatamente do que se tratam e ainda...