Review | The Walking Dead 2×03: “Save the Last One”

  Eder Augusto de Barros  |    quinta-feira, 03 de novembro de 2011

O terceiro e melhor episódio até aqui nesta segunda temporada da nossa série favorita, foi ao ar na última terça-feira, dia 01 na FOX do Brasil.

Um incrível episódio para uma incrível série. Pena imitar Breaking Bad no começo do episódio, mas foi, com toda a certeza, o melhor dos três episódios até agora. Spoilers a seguir.

Queria deixar registrado a minha reação ao que o Shane fez, grandessíssimo filho de uma puta que ele foi ao fazer o que fez, mas  foi com um nível badass absurdo!

O flashforward mostrando o fim do episódio no começo foi muito ao estilo Breaking Bad, até a parte em que nós não temos a certeza se aquilo é um flashback ou um flashforward, já que no último episódio tivemos um flashback, ao menos eu fiquei na dúvida.

O episódio foi dramaticidade pura, em seu estado mais límpido, do início ao fim, alternando entre o desespero de Rick e Lori para saber como proceder com a cirurgia de Carl, e vendo Shane e Otis tentando escapar do bando de zumbis, esse ocilação nos manteve grudados a TV durante todo o episódio.

Bem que o Kirkman disse, isso será uma série sobre pessoas e não sobre zumbis, impressionante com The Walking Dead mostra de forma envolvente o que uma situação dessa provoca nas pessoas, em que outra situação uma mãe acharia que o melhor para o filho baleado era morrer, e o pior, morrer sofrendo de dor, só para não viver fugindo de zumbis, isso chega a beirar o absurdo imaginável.

Gostei muito da forma de contar o desenvolvimento para Otis e Shane aos poucos pedaços ao longo do episódio, aposto que você como eu teve uma grande surpresa na última parte do desenvolvimento quando Shane fez o que fez para sair de lá vivo, engraçado é que eu fiz um teste de dizer para duas pessoas que ainda não tinham visto o episódio mas que conheciam a história, falei o seguinte: “Tem uma supresa no fim do episódio com o Shane” as duas pessoas responderam as mesmas duas coisas em ordem: “Ele morre?” e depois da minha negativa “Ele mata o gordo para sobreviver?”!

Tipo não era óbvio de maneira alguma, e se não fosse a dica não chegariam tão rápido a solução, mas será que ele passava mesmo a sensação de ser capaz de tudo? Eu realmente fiquei admirado com a atitude dele, gerou até uma discussão entre mim e o @leco90, eu dizendo que no lugar dele nunca faria aquilo, que tentava chegar lá os dois, e o Leco a defender dizendo que ele fez o mais lógico para o momento. Até concordo que sim, mas tem de ser muito frio e calculista para chegar a esse ponto, não se conclui isso em 30 segundos devido à falta de balas, pelo menos na minha cabeça é assim que funciona.

Mais uma vez TWD brinca com a nossa cabeça e nos coloca naquela posição, e você o que faria?

Já começamos a sentir a aproximação de Maggie e Glenn, já que não é segredo para ninguém o envolvimento deles, acho que a intenção dos roteiristas é evitar cenas desnecessárias, enrolação sem sentido, e simplificar as coisas como na HQ, pá pum e gol!

Ouvi boatos de que a gravidez de Lori, que já não é segredo para ninguém também, será revelada no próximo episódio? Será? Veja a promo:

http://www.youtube.com/watch?v=yave13GlLMU

Últimas reviews:


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários