Review | Person of Interest 4×07: “Honor Among Thieves”

João Paulo

  terça-feira, 18 de novembro de 2014

Review | Person of Interest 4×07: “Honor Among Thieves”

Em um episódio focado em Shaw, POI encontra o equilíbrio narrativo ideal e entrega uma trama leve, movimentada, sexy e cheia de boas intenções.

Depois de um episódio que teve uma pegada mais leve na semana retrasada, Person of Interest resolveu elevar o nível de periculosidade da trama em “Honor Among Thieves”, que volta sua atenção para Shaw, personagem que não tinha um episódio focado nela desde “Razgovor” (3×05) da temporada passada. Dessa forma temos muita ação, boas reviravoltas e uma trama bem amarradinha que ainda trouxe algumas boas surpresas engrandecendo ainda mais a mitologia da série.

O episódio começa com uma trama simples com Reese e companhia investigando o POI da vez, Tomas Koroa, boa pinta, sedutor e também líder de um grupo de ladrões internacionais. Shaw se mostra bem interessada na vítima, levando ela ficar mais próximo deste caso do que o normal, essa situação lembra a relação que ela teve com outra vítima no episódio “Most Likely To…” (3×19), mas aqui as coisas se tornam bem interessantes quando o súbito interesse dela pela vítima da vez causa uma espécie de ciúme em Root.

Se em “Prophets”(4×05) a hacker deixou claro seus sentimentos em relação a Shaw para Harold, aqui vemos que por outro lado para a ex-agente do governo será um pouco mais complicado abraçar essa relação do que todos pensavam. Os roteiristas provavelmente não irão colocar um casal lésbico na série neste momento, deixando a relação das duas apenas no campo das indiretas e insinuações, como aquela que fecha este episódio, é pouco com certeza, mas ainda assim diverte bastante.

A história do episódio se divide em duas narrativas, a principal com Shaw e Tomas, e uma secundária com Finch e Root em uma missão para deter mais um plano do Samaritan. O roteiro do episódio é esperto em conseguir trabalhar as tramas cada uma ao seu modo trazendo uma relevância para o contexto geral na guerra contra a máquina maligna de Greer. “Honor Among Thieves” demora um pouco a mostrar a que veio é verdade, mas quando se revela trás alguns desenvolvimentos importantes para série, além de trazer diversos questionamentos que fizeram a equipe repensar o modo como agiam até agora no confronto contra o Samaritan.

A primeira narrativa focada em Shaw (que entra disfarçada na equipe de Tomas), trás algumas surpresas, após descobrimos que o grande roubo que Tomas havia feito não era o que parecia ser, a trama toma um rumo inesperado quando descobrimos que há um vírus mortal semelhante ao Ebola escondido no cofre que os ladrões roubaram. O melhor desta história foi o retorno do lado “Relevante” para trama da série, ainda mais introduzindo novos personagens para dar um tipo de frescor a esta mitologia.

O roteiro aproveita o foco em Shaw, para trazer o pupilo dela para dentro da história, o agente Devon Grice e sua parceira Brooks são os enviados do governo para recuperar o vírus Marv e assassinar quem estivesse com a posse do mesmo. Aqui finalmente tivemos a oportunidade de ver como ficou o lado relevante após Samaritan assumir o controle na última season finale, com agentes apenas recebendo ordens de exterminar alvos sem a menor investigação, fazendo com que agentes como Grice comecem a questionar as missões e ações que praticavam. O pupilo de Shaw vivido pelo ator Nick Tarabay (da série Spartacus) chega ao seriado com potencial para ser um possível aliado para o “team machine”, afinal sua atitude ao encontrar Shaw mostra que o personagem tem um lado bom, ao contrário de sua parceira que pelo modo como cumpre suas missões poderia até ser uma aliada do Samaritan disfarçada de agente do governo.

Do outro lado da narrativa temos um caso interessante com Harold e Root indo atrás de um professor Jared Wilkins, que de alguma forma se mostrou útil para o Samaritan dar continuidade ao seu grande plano. É neste plot secundário que vemos os questionamentos do episódio tomar forma quando Finch e Root começam a botar em prática seu plano para evitar que Wilkins crie um projeto inovador que colocará tablets em escolas públicas de uma forma mais barata, ou seja, um meio perfeito para Samaritan conseguir influenciar a futura geração da humanidade exercendo um “controle” sobre as crianças.

A questão é que na jornada para deter o Samaritan, temos Finch e Root esbarrando no velho ditado moral de “fazer o errado no intuito de fazer o certo”, Wilkins era só um mero meio que Samaritan encontrou de fazer seus planos funcionarem, mas a ideia dele de ajudar toda uma comunidade não tinha nada de errado, o que leva Harold a levantar exatamente essa hipótese para Root, até onde a equipe esta disposta a ir para deter esse inimigo tão poderoso? Até onde a moral do grupo será abalada devido a tais ações?

O episódio foi construído exatamente para mostrar os dois lados mais perigosos do Samaritan, além demonstrar que a entidade esta usando o lado bom da humanidade em seus planos, a narrativa principal faz questão de abrir a possibilidade desta máquina apostar no extermínio da raça humana ao tentar capturar o vírus Marv através do agentes do governo, não tenho certeza o que este super computador faria se tivesse um vírus letal em suas mãos, ao menos Shaw, Reese e Fusco conseguiram evitar que isto acontecesse.

Ao contrário de “Pretenders” que tinha o foco mais em Reese (que aqui serve apenas como suporte assim como Fusco), em “Honor Among Thieves” Shaw é quem tem espaço para brilhar trazendo humor, flertando bastante com Tomás, entrando em ação quando preciso e ainda usando roupas provocantes que deixariam qualquer marmanjo sem palavras, acho que Sarah Shahi se diverte muito com a personagem, que se mostra mais a vontade e sexy do que nunca aqui.

Dessa forma pode-se dizer que mais uma vez Person of Interest apresentou um episódio sólido, talvez não tão emocionante quanto estamos acostumados, mas ainda assim cheio de momentos interessantes e com um desenvolvimento narrativo preciso, que tem um progressão muito boa em relação a suas tramas deixando estas em uma situação mais decisiva. Por mais que o “team machine” tem sido bem sucedido em deter o Samaritan nas dois plots, a última cena mostra que algo irá mudar daqui para frente, pois agora a máquina tem uma imagem que pode levar a identificação de Shaw e a quebra dos disfarces que até agora estavam intactos.

Já pode-se afirmar que a partir deste momento a trama deve dar uma acelerada grande, assim como o mesmo momento da temporada que neste ponto estava pronto para fazer a conclusão de um dos melhores arcos da série, provavelmente não acontecerá algo semelhante nesta temporada, mas acredito que episódios decisivos estão por vir, afinal estamos perto do hiatus do final do ano. Desta forma “Honor Among Thieves” é um episódio crucial, não é a toa que colocaram David Slack (considero ele o melhor roteirista da série) para roteirizá-lo, desta forma o episódio não só mostra as facetas do Samaritan e o retorno do lado relevante, como também nos situa mais sobre a jornada moral, ética e perigosa que o “team machine” está preste a entrar, todos os membros tiveram algum momento importante para si durante estes sete episódios que agora fechou um ciclo com a Shaw, agora é esperar para saber se a série realmente trará a tão aguardada segunda parte da guerra contra Samaritan.

Observações de Interesse:

“Honor Among Thieves”: Honra entre ladrões no português, é um código que significa que um criminoso não deverá comprometer as atividades de outro criminoso.

– Shaw em perigo: Não a dúvidas que Sameen estará em maus lençóis em breve e a foto abaixo apenas comprova isto.

poi 4x07

Control: Com o retorno do lado relevante a trama é fato que logo a esfera do governo se tornará regular na série de novo, espero que Control e Garrison façam uma aparição já nos próximos episódios.

Marburg Virus (Marv): É causada pela doença do vírus Marburg,uma forma mortal de febre hemorrágica praticamente indistinguível do vírus Ebola. A doença começa com febre e erupção, e pode resultar em múltiplas falhas de órgão e em morte no período de 8 a 15 dias.

“One Tablet Per Student”(“Um tablet por estudante”): O projeto de Jared Wilkins para as escolas públicas é semelhante ao projeto de caridade real chamado “One Laptop Per Child” (“Um laptop por criança”), uma organização sem fins lucrativos dedicada a distribuir notebooks de baixo custo para crianças menos favorecidas em países menos desenvolvidos.

Veterans Day: O feriado que presta homenagem aos veteranos de guerra norte americanos serviu de pano de fundo para parte da história no momento do roubo de Tomás e seu grupo no hotel, a curiosidade aqui é que na terça que o episódio foi exibido foi exatamente no dia dos Veteranos, mostrando que os roteiristas estão bem atentos as datas reais do calendário.

Tomas Koroa: O nome do interesse quase romântico de Shaw foi uma homenagem ao filme Thomas Crown: A Arte do Crime de 1999 protagonizado por Pierce Brosman que faz o personagem título. Semelhante a Crown que é perseguido por uma esperta investigadora que tem um intelecto parecido com o dele que leva a uma cena memorável de sedução, cena esta que é refeita de forma similar por Shaw e Tomas em seu primeiro encontro no bar.

Romeo e sua gangue: Uma coisa que tinha sentido falta era da jornada dupla da Shaw como ladra acompanhando Romeo em seus roubos, mas em “Honor Among Thieves” não só tivemos a resolução desta história como também a explicação de que Sameen só conseguiu infiltrar no grupo de Tomás devido sua conexão com o grupo anterior. A “machine” do Finch tinha mesmo um propósito para ela quando esta entrou para o grupo na premiere.

Samaritan: Ao contrário do episódio anterior que tinha o ponto de vista pela “machine” este foi todo pelo ponto de vista do “Samaritan”.

Melhores frases do episódio top 3:

                – “How much wrong are we willing to do in the name of right?” (“O quanto de errado seremos permitidos a fazer em nome do que é certo?”) – Finch

“It’s not cool you ask me to do this stuff with you, man. Not cool.” (“Não é legal você não me pergunta antes de fazer essas coisas com você. Não é legal”) – Fusco para Reese

“Sorry, Romeo. I think we just broke up!” (“Me desculpe Romeo. Eu acho que nós apenas nos separamos!”) – Shaw

– O próximo episódio teremos um personagem ganhando destaque a muito tempo esperado pelos fãs, veja a promo abaixo e confira quem é:

https://www.youtube.com/watch?v=ysx9DT6tvIw


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários