Review | Fringe 4×04: “Subject 9”

  Eder Augusto de Barros  |    segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Mas onde foi que se meteu o infeliz do Peter Bishop?

Quem diria que a FOX iria nos surpreender assim tão bem? Armou tudo para o episódio ser uma grande surpresa, e para os fãs normais, foi uma grande surpresa. Impossível fazer esse review sem spoilers fortes, por isso, já sabe meu amigo… be careful.

Na semana passada circulou uma notícia por todos os sites de séries, fã-sites de fringe e sites de cultura pop que mostrava fotos do retorno de Peter Bishop à série, fotos promocionais, plantadas pela FOX.

Ok, não sou ingênuo ao ponto de imaginar que aquelas eram as fotos, do primeiro frame que Peter estaria nesta quarta temporada, obviamente ele apareceria com algum acontecimento, no fim do terceiro episódio, achava até que Walter e Olívia fariam algo para encontrar Peter, o tal homem misterioso. Quando vi a promo do quarto episódio até pensei que aquela energia podia ser o Peter (e era!) mas o tal comunicado de imprensa, as fotos, o nome do quarto episódio (Subject 9) tudo desviava o caminho para uma aparição de Peter Bishop.

Subject, ou Sujeito de Teste, em Fringe, é o nome dado as crianças que foram tratadas com Cortexiphan, já tivemos um episódio com o nome assim antes, Subject 13, que era a Olívia. O nono sujeito de teste apareceria neste episódio portanto, estava claro. Esse sujeito é Cameron, que devido ao tratamento conseguia se projetar para fora do corpo, porém os efeitos colaterais deste “poder” era a atração de objectos metálicos contra o seu corpo.

O episódio começa com a tal energia azul que vemos na promo, a tal energia esta no quarto de Olívia, e atrai objectos metálicos, ao reportar isso à Walter, este logo lembra-se de Cameron, e ai vem a primeira grande revelação do episódio, Olívia vai até a Massive Dynamic conseguir os arquivos das crianças tratadas com cortexiphan, e descobrimos, que aparentemente Nina Sharp, que estava sumida nesta quarta temporada, tem um relacionamento diferente com Walter e Olívia, aliás, ela e Olívia parecem ser amigas de longa data, Nina sabe fatos da adolescência de Olívia, elas se gostam… realmente inesperado.

Walter, que tinha visto no casaco de Olívia uma carta do St. Claire’s perguntando sobre uma possível internação dele, resolve ir com Olívia ao encontro do Subject 9, e descobrimos mais um alteração na linha do tempo, que eu vou chamar a partir de agora, de efeito Peter. Essa alteração é que, Walter, em 3 anos depois que saiu do St. Claire’s, nunca, em momento algum, saiu do laboratório. Não é tanta revelação assim, afinal já tínhamos visto em 3 episódios que Astrid é quem saí, e carrega uma câmera por onde Walter vê tudo.

No vai-e-vem ao encontro de Cameron, Walter, tem um ataque sensacional no hotel, John Noble como sempre muito superior. Isso acarreta a desistência de Olívia em durmir, e os dois vão a uma lanchonete beber qualquer coisa, e um fenômeno da energia azul acontece lá outra vez, acaba causando uma série de acidentes na rua, e muito corre-corre. Ok, tudo resolvido pela Super-Olívia, vamos finalmente conhecer o tal Cameron. O rapaz tenta fugir, acaba sendo apanhado, sem inteção, por Walter, o que lhe causa algum pavor.

Apresentações feitas, conhecemos Cameron e sua história triste, um novo fenômeno acontece, e o rapaz consegue parar a tal energia. Legal, Walter inventa de ir até uma estação elétrica, para esperar a tal energia aparecer de novo para o rapaz eliminá-la de uma vez. A essa altura eu já desconfiava que a energia era Peter. Ouvimos falar em torradas, de novo, será Fringe uma série de sobre torradas?

Sabe o que eu acho, que a partir de agora os Observadores são inimigos, vão querer a todo custo eliminar Peter novamente.

Bom, estação elétrica, Walter mijando, e a parada acontecendo, Cameron começa o processo de parar com isso. De repente, a tal energia começa a tomar a forma de quem? Peter Bishop. Então Olívia para o processo de meditação de Cameron. A cena corta, Estamos no Reiden Lake, faz sol, há um casal num barquinho pescando, e de repente, Peter Bishop surge na água, normal, como ele sempre foi. Tudo isso observado por Setembro, o Observador.

Olívia é avisada sobre o Reiden Lake, e lá vamos nós ao tão esperado encontro com Peter. Thank God you’re here Olivia. Who are you?

Ah! Walter fuçou de novo as coisas da Olívia, e viu que ela recusou o exame completo e internação em St. Claire’s

É, fica tudo para o próximo episódio, que só vai ao ar daqui a quinze dias, esta semana não tem Fringe, a série volta em 28 de Outubro. O Glyph deste episódio foi RESET, recomeço, reinício, reestabelecer. Óbvio.

Um episódio recheado de easter eggs esse. O prédio onde Cameron mora é fica em frente ao prédio que Fauxlívia mora no Universo Alternativo, que podemos ver o episódio 18 da terceira temporada. Temos outra coisa que liga os dois episódios. Um quadro que mostra a ponde onde Walternativo cruzou os universos para buscar Peter, a ponte está num quadro na sala de Broyles no episódio 3×18 e na casa de Cameron no episódio 4×04. E a menção que Walter faz a Matrix logo no começo do episódio, e depois a maneira como Peter aparece, mera coincidência? Se você não lembra, em Matrix os personagens acordam em um tipo de encubadora com água.

Tudo bem que temos o fato da volta do Peter, mas foi um episódio lento, amarrado, as vezes até chato… Mas agora a coisa vai animar.

Promo do quinto episódio: Novation

[pro-player type=’video’]http://www.youtube.com/watch?v=vXIQUDwg6GE

Reviews dos outros episódios


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários