Review | Fringe 4×02: “One Night in October”

  Eder Augusto de Barros  |    sábado, 08 de outubro de 2011

Segundo episódio desta quarta temporada apresentou uma queda de 20% na audiência, será que precisamos ativar o #SaveFringe?

Um noite em Outubro…

Grande episódio, mistura dos universos, trama pensante, final aberto, e nada de Peter, mas afinal, onde está Peter Bishop?

Me desculpem pelo atraso deste review, tinha quase a certeza de que já estava pronto, eis que ontem descubro que afinal não, só tinha título nos rascunho =/

Mas vamos ao que interessa, o episódio é sobre um caso de serial killer, no universo alternativo, que usa um processo químico (?) para roubar memórias boas das pessoas. O seu “eu” do Universo Principal é um professor de psicologia em uma universidade, e também especializado em serial killers, por isso, Fauxlívia pede ajuda ao Universo Principal para a resolução do caso, ou seja, querem a ajuda do “assassino” do universo principal para encontrar o real assassino no universo alternativo. Conseguiu acompanhar o raciocínio?

A princípio a negativa de Olívia é normal, afinal, trabalhar em conjunto com a Fauxlívia deve ser um martírio. Mas a pedido de Broyles ela acaba cedendo, no desenrolar do episódio, o tal assassino e professor que atende pelo nome de John McClennan não sabe que se trata de um universo alternativo, nem que o procurado é a versão alternativa dele mesmo, porém ele encontra indícios disso na investigação na casa do procurado, liga 1+1 e fica perturbado.

Olívia explica tudo a ele, mas não parece ser uma boa ideia, e o John McClennan (principal) vai ao encontro do John McClennan (alternativo), conversa vai e vem, o AlterJohn rouba as memórias felizes de John McClennan, nos descobrimos porque o John principal não é um serial killer e sim um psicólogo especializado em serial killers. Olívia ajuda a encontrá-los, eles o salvam a tempo, o AlterJohn se mata e fim.

Tá eu sei, não bem assim tão simples, mas também não preciso detalhar o episódio né? Pontos a se considerar:

O episódio acaba com Walter ouvindo nitidamente a voz de Peter.

Olívia diz para Fauxlívia que matou o padastro? Ué, o cara não mandava cartões de aniversário todos os anos para ela? Ela não recebeu um cartão na primeira temporada? Mentiu? Algo mudou com o sumiço de Peter?

Broyles alternativo está vivo porque?

O Glyph desse episódio foi LIMBUS, onde mesmo eu falei que estava o Peter? Ah pois é, sei tudo meus amigos.

Deixe sua opinião cara-pálida!

Promo do episódio que foi ontem ao ar:

[pro-player type=’video’]http://www.youtube.com/watch?v=cYBC85usQEQ

Outras reviews de Fringe:


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários