Review | Falling Skies: Season Finale

  Eder Augusto de Barros  |    segunda-feira, 15 de agosto de 2011

A última review desta primeira temporada de Falling Skies, os dois últimos episódio foram exibidos juntos, num especial finale de duas horas, guardando muitas surpresas para o fim, e você o que achou?

Acabou meus amigos, há quem diga que foi um alívio, há quem tenha ficado irritado da forma como o episódio acabou, e há quem queira mais daquilo. Não sei ainda em qual dos grupos me encaixo, estou processando o último episódio. Vamos lá ao que interessa, falar sobre o final de Falling Skies

Bom, claro que não vou descrever os episódio ao detalhe, afinal são duas horas, muito bem detalhadas, e para isso escreveria um livro para contar, e não precisamos disso, certo? Bom, todos sabemos que a Season Finale foi dividida em dois episódios, vou falar do 9º primeiro e depois do 10º. Sendo curto e grosso, a Season Finale foi o ponto alto da série até o momento, principalmente o 9º episódio, achei uma boa trama, rápida, sem enrolação, diferente do habitual na série. Claro, se você é um mal-humorado, que não gostou desde o princípio da série, vai discordar, aliás, se você não gostou da série, nem sei o porquê assistiu até o último episódio, ou seja, se você for um desses vai dizer que houve muito diálogo desnecessário, e não foi, aqui foi tudo necessário para plantar a trama.

Apesar de eu ter gostado bem mais do 9º episódio, é difícil dizer seus pontos altos, pois ele foi muito homogêneo, se fosse destacar uma elemento, seria a trama de Weaver aparente tomando a decisão errada, Tom tentando impedi-lo, sendo preso, depois salvo, ai descobrindo que os outras resistências não são mais resistência, tentando para Weaver, sendo traído por Pope, e ainda assim entrado num acordo. Como alguém pode dizer que essa trama teve diálogos e enrolações desnecessárias? Não entendo, enfim…

Fora isso tivemos a parte do quase-spider-boy Rick, subindo pelas paredes, fugindo, e dando uma de X-9, dedando a galera toda, sendo abandonado, e percebendo que ele é um 0 a esquerda, um bosta, literalmente, ficando todo arrependido. E como deixar de mencionar a lerdeza de Tom, que só foi pega a Doutora Lua Sangue-Bom, ops, Anne, no penúltimo episódio. E só um beijinho, ó Tom, não sejas lerdo assim rapaz, pra cima delas!

O episódio realmente se resume a essa trama, do início ao fim, é mais longo que o décimo entretanto. O décimo e último episódio, é quando nós, enfim pensamos: “Agora o bicho pega!”. Doce engano amigo, nada pega, ou, aliás, pega, no fim. A tão esperada guerra nunca ocorre, o que ocorre é um ataque de Mechs, onde um solitário tenta invadir a escola, mas é abatido, porém deixa os soldados da resistência quase sem munição, e nisso temos um ataque de uns 6 Mechs, porém o super-menino-quase-skitter Ben, usa o mastro da bandeira como antena, amplifica o sinal de interferência do rádio e confunde os Mechs que batem em retirada. Ou seja, a guerra mesmo, foi UM Mech contra alguns da resistência.

O exército de Weaver, que concordou em tentar explodir a base alienígena no centro de Boston,  mas foi surpreendido, e abatido, ou quase. Aí vem a sequência final que eu chamo de uma sequência muito filha-da-puta com todo o perdão da palavra. Depois de brigar com Mechs, Tom bate em busca do exército de Weaver, encontra só os restos, Pope e Anthony feridos, manda-os para a casa. Pode o dá uma bazuca com uma bala revestida de metal Mech, e então Tom encontra Weaver, e resolve atirar em uma nave que está a metros de entrar na base, acerta a nave que faz um puta estrago na base. Ok, forçadinho para um simples cívil que nunca manuseou uma arma daquelas, mas não vamos entrar neste mérito da questão, o “pior” está por vir quando ele e Weaver partem em retirada para casa e são surpreendidos  na estrada por Karen, começar uma breve conversa, quando uma nave pousa atrás de Karen, com um alien humanóide gigante, aquela raça do oitavo episódio, e Karen diz que eles ficaram impressionados com o que o 2º Mass fez, com o que Tom faz, e querem que Tom vá com eles, e o ameaçam com seus filhos, Tom cede e vai. E ponto. O episódio aqui ali, assim como meu review, sem mais nem menos, e nos vemos na segunda temporada!

Quer saber sobre os outros episódios?


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários