Review | Arquivo X 10×01: “My Struggle”

Luiz Alexandre Andrade
@luizalexandre82

  terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Review | Arquivo X 10×01: “My Struggle”

Arquivo X retornou a televisão americana no último domingo, veja o que achamos!

Fox Mulder foi um dos mais notáveis e conceituados agentes do FBI. Até que descobriu os “Arquivos X”, um setor do Bureau onde estão reunidos todos os casos inexplicáveis, que desafiam a lógica e a razão. Quando criança, Mulder testemunhou a abdução de sua irmã, Samantha, e com os “Arquivos X”, entrou em uma cruzada pela busca da verdade e por Samantha.

Em 1993, a agente e também médica Dana Scully é designada aos “Arquivos X” com uma missão, desbancar o trabalho de Mulder que havia se tornado um incômodo aos colegas e superiores. Mas nem Scully e nem Mulder estavam preparados para as aventuras que viveriam e por nove anos se envolveram em conspirações governamentais, abduções, fenômenos paranormais, criaturas mutante e toda espécie de bizarrice.

Em 2002, os “Arquivos X” foram encerados e Mulder tornou-se recluso.

Em 2016, os agentes Mulder e Scully estão de volta e os “Arquivos X” foram reabertos.

E de maneira triunfal, Fox Mulder e Dana Scully retornaram na décima temporada de Arquivo X, um fenômeno televisivo e um dos eventos mais esperados no inicio de 2016. Será que depois de tanto tempo o retorno de Arquivo X se faz necessário? Será que eles conseguirão fazer ótimos episódios? A julgar pelo primeiro episódio desta temporada, sim, conseguiram.

O episódio começa com uma narração em off de Mulder (esse tipo de recurso foi bastante utilizado nos nove anos da série e se tornou essencial em episódios ligados a mitologia). Após apresentar sua trajetória e de Scully nos “Arquivos X”, o ex-agente do FBI fala sobre o fenômeno ufológico desde suas referências pré-históricas até os avistamentos contemporâneos. Porém é em Roswell, em 1947, com a queda de um OVNI que nossa história começa e também os indícios de uma nova conspiração.

Scully segue com sua carreira na medicina enquanto Mulder segue recluso bem distante do centro urbano. Mesmo tendo seguido com suas vidas, a passagem de ambos nos “Arquivos X” os tornaram famosos e é essa fama que os levam a se reencontrarem. Tad O’Malley é um apresentador sensacionalista é conservador que vê conspiração até num bolo de aniversário. Ciente do trabalho de Mulder no FBI entra em contato com Walter Skinner para encontrar o ex-agente. Skinner pede a Scully tirar Mulder da sua “toca”.

Mulder não mudou em praticamente nada, sua paranóia é a mesma (ou pior, visto que ele lacrou a câmera do seu notebook e tem receio de falar ao telefone). Apesar de achar O’Malley pretensioso, Mulder acompanha o apresentador na curiosidade de saber o que ele possui de informação ligada aos fenômenos ufológicos. Scully prefere manter-se afastada, mesmo ali ao lado de Mulder, evidenciando que sua vida seguiu em frente e que não quer mais nada dos “Arquivos X”.

Quando conhecem Sveta, Mulder e Scully entram num terreno bastante intimo. Os dois descobrem que ela é uma abduzida e que lhe foram realizados vários testes, assim como foi engravidada e teve seus bebês retirados várias vezes. Scully, no passado, foi vítima de uma dessas abduções, onde tornou-se infértil e contraiu um câncer. Sveta diz ter DNA alienígena e cabe a Scully investigar isso.

É durante um dos exames que Sveta mostra seus dons psíquicos nos revelando o que aconteceu com Mulder e Scully. No final da nona temporada, Fox e Dana assumiram de vez seu relacionamento amoroso. No filme “Arquivo X: Eu Quero Acreditar” de 2008, os dois ainda estavam juntos, mas agora, o relacionamento tornou-se difícil para Scully quando Mulder adoeceu e então cada um seguiu para um lado diferente, mas continuaram amigos.

Mulder continua acompanhando O’Malley que revela um projeto secreto do governo, um jato de tecnologia alienígena. Fox passa a acreditar numa conspiração arquitetada pelo próprio governo para submeter a nação.

XF_sc7_0067rjw_hires2_FULL

Nesse ponto o episódio é muito feliz. Quando na sétima temporada de Arquivo X a mitologia do Sindicato e da conspiração alienígena ficou (por ora) resolvida, o que se viu nos anos seguintes foram tentativas de criar uma nova mitologia que prendesse a atenção do público. Mas isso não acontece. Agora com o retorno da série, seu criador Chris Carter, retoma o tema da conspiração, mas sem emulação, mas sim dando outra visão sobre ela: os alienígenas foram usados para desvirtuar a atenção da verdadeira conspiração, a dos homens contra a própria humanidade. Mulder começa a pensar que todo seu trabalho nos “Arquivos X” serviu apenas para corroborar uma grande mentira, onde o governo utiliza a tecnologia alienígena não para se defender, mas para subjugar.

Mesmo sendo uma ideia de O’Malley que Mulder parece abraçar, a ideia por si só fala muito do contexto em que os Estados Unidos vive. De uma intensa desconfiança e de uma forte vigilância em nome do combate ao terror a da busca pela proteção. Foi muito inteligente trazer esse contexto político para o show e mostrar como Arquivo X pode ter seu lugar mesmo após mais de uma década do seu fim. É muito bom ver o espírito contestador de Chris Carter dentro de um grupo ultraconservador como a FOX.

A nova trama conspiratória volta ao incidente de Rosweel, não aquele que todo mundo conhece, mas o “verdadeiro”, aquele que ninguém sabia, pois o incidente do balão meteorológico da Força Aérea dos Estados Unidos que caiu num rancho é tido como uma “cortina de fumaça”. Mais uma vez temos Arquivo X voltando a temas das temporadas anteriores, porém jogando novas nuances e mais conspirações ao estilo da série mostrando que sim, tem bastante fôlego para seguir adiante.

A queda da espaçonave está agora com toda certeza num dos momentos mais simbólicos da série. O OVNI acidentado, enterrado parcialmente no chão mostra o nível de produção que Arquivo X está tendo e que a FOX está realmente apostando no retorno da série. É dessa nave que os EUA se apoderaram da tecnologia alienígena e também estudaram a fisiologia dos aliens com os testes realizados no corpo de um dos sobreviventes da queda, mas friamente morto pelos soldados e um Homem de Preto.

É o médico que realizou os testes nesse ser alienígena que Mulder mantém contato e revela o que para ele é a verdadeira conspiração. Mulder se envolve cada vez mais e quando os elementos dessa nova trama começam a ser evidentes, o ex-agente se sente mais uma vez tomado pela busca da verdade. Scully que se mostrava relutante desde o inicio agora torna a cruzada de Mulder uma missa missão pessoal. O exame de DNA de Sveta revelou algo perturbador, algo que Scully também compartilha.

Walter Skinner chama Mulder e Scully de volta ao FBI para sabermos por meio do Canceroso que os “Arquivos X” foram reabertos.

Muitas e muitas questões. Se isso não tivesse acontecido, com certeza não era Arquivo X. Qual o objetivo dessa “conspiração de homens”?  Tad O’Malley é realmente confiável ou está penas enganando Mulder? Será que todo o trabalho desenvolvido nos “Arquivos X” foi tudo uma farsa?

David Duchovny e Gillian Anderson estão de volta aos seus clássicos personagens completamente à vontade em fazê-los. Chris Carter mostrou que está afiado em conduzir novas tramas conspiratórias e que Mulder tem muito ainda a fazer (e descobrir).

Para um fã, (um eXcer, como eu) o clima, o ritmo, o tema musical na volta da clássica abertura da série são momentos arrepiantes e empolgantes nesse episódio de estreia. Ver o retorno de Mitch Pillegi como Walter Skinner e William B. Davis como o Canceroso foram momentos especiais. Agora quero saber como o Canceroso está de volta já que ele morreu no último episódio da nona temporada.

Senti falta de uma menção a John Doggett e Monica Reyes, os agentes do FBI que assumiram os “Arquivos X” no último ano da série. Foram eles os primeiros a verem o escritório do setor revirado e os “Arquivos X” confiscados. No momento em que Skinner está de volta com Mulder no velho escritório no porão, acredito que caberia ali uma menção aos dois. Pelo menos a presença de Annabeth Gish está confirmada nessa nova temporada e veremos Monica Reyes mais uma vez.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários