Review | American Horror Story 1×04: “Halloween – Part 1”

  Jéssica Pagliai  |    domingo, 06 de novembro de 2011

Como sempre conhecemos mais uma, das muitas famílias que moraram na casa...

E vamos falar da minha série preferida dessa fall season: American Horror Story

Como sempre conhecemos mais uma, das muitas famílias que moraram na casa… Mas que dessa vez, a não vemos morrer quem sabe na segunda parte do episódio e que provavelmente é o casal gay que se matou, antes dos Harmon se mudarem para lá.

Repararam nas duas famílias, os casos são bem parecidos? Ambos compraram a casa com suas ultimas economias, ambos os casais sofrem com a traição de seus parceiros e também passam por crises sexuais… Engraçado, não?

“…Acredita-se que a fronteira entre o reino dos vivos e dos mortos sumia, e os mortos podem então andar entre os vivos!” E por conta disso, não apenas um ghost aparece no epísodio como de costume mas sim quase todos que fizeram parte da história da casa, como os gêmeos, a Sado-Criatura, e até mesmo Hayden que deve ter se cansado do discanço eterno enterrada no quintal, e decidiu tambem entrar na brincadeira do Halloween.

Mas não apenas os mortos decidiram participar do Dia das bruxas… Addy, uma das se não a mais queridas e misteriosas personagens da série também decidiu se fantasiar e já que nesse dia todos podem ser quem quisesse, ele escolhe que quer ser linda. Depois de algumas brigas, principalmente depois da mocinha ter ido pedir a ajuda de Violet e ter chego em casa toda maquiada, dispertando a ira de Constance, a mãe se acalma e tenta realizar o desejo da filha. A compra uma máscara, empresta um vestido e aos olhos dela, fica linda.
Sério, essa cena que, ao mesmo tempo que cativante, foi tão triste… Principalmente por ela, tentando buscar a aceitação e a alegria em ir morrendo mostrar o quanto tinha ficado bela para Violet, ter seguido as garotas populares e sendo brutalmente atropelada por um carro. Será que ela morre, ou continua viva? Se bem que isso não faz muita diferença, uma vez que todos os mortos um dia reaparecem por lá, hehehe

E Tate, quanta diferença não? Ao perceber que sua terapia com Ben estava ameaçada, mostrou que pode sim ser uma pessoa ““normal”” e conseguiu convencer o psiquiatra a continuarem o tratamento. Até sairam e foram tomar um café fora do home-work, e foi então a vez de inverterem os papeis, e Ben desabafou com o garoto.

Descobrimos quem é a criatura do porão: era o filho bebê do Dr. Estranho que construiu a casa, e que fazia abortos clandestinos lá… O que aconteceu foi como diz o ditado “Olho por olho, dente por dente” em que o namorado de uma das moças que por lá passaram, acabou custando a vida de seu unico filho. Com uma mistura de dor e remorço, o médico usou sua já então experiencia na prática Frankinstain, tentou enganar a morte. Mas o que ele criou foi terrivel e mostruoso, e mesmo depois de um fim trágico a criatura continuou por ali… #medo

Voltando aos antigos moradores da casa, o casal gay foi o escolhido para ajudar  Viv e Ben para redecorarem a casa, e então terem mais chances de vender a casa, curiosamente igual ao que tentavam fazer no ano anterior e antes de serem mortos. Em uma certa hora, tentam expulsar os atuais moradores, na esperança de os salvar ou apenas retomar com aquilo que lhes foi tirado, não sabemos. Mas é então que o Sado-Criatura aparece e, por provavelmente terem sido mortos por ele, são eles que saem da casa assustados.

É ai então que Viv começa a ter dores, como se o bebê estivesse a chutando muito. Por ter apenas 8 semanas de gestação, aquilo é praticamente impossivel, mas claro que, apenas para os bebês normais.

Pensavam que Moira não iria aparecer? Mas se enganaram… Ela pediu o dia de folga para visitar sua mãe. A pobre senhora que já estava mais pra lá do que pra cá e respirando apenas por conta do aparelho, foi “liberada” por sua filha. Após ter morrido, a mãe convida sua filha para ir com ela, e Moira então muito triste responde não poder…

O fim deixa muitos mistérios ainda por resolver, para a sengunda parte do episódio: O sequestro de Violet pela Sado-Criatura, a morte ou não de Addy, o Two-Face e a cobrança do “aluguel” de Ben, os gays e sua volta ou não para o episódio… Não sei vocês, mas já estou ansiosa…

Outros reviews de American Horror Story:


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários