Produtor comenta a possibilidade de um retorno de Firefly

Leandro de Barros

  quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Produtor comenta a possibilidade de um retorno de Firefly

Tim Minear diz que uma minissérie de Firefly em parceria com o Netflix seria a melhor solução pro retorno da série

firefly

A pauta é antiga, eu admito. Afinal, desde 2002 que se fala de um retorno de Firefly – a série que nunca deveria ter sido cancelada em primeiro lugar. Pra continuar a vibe de honestidade, as novidades de hoje também não trazem nada de novo que a gente já não soubesse. Mas não é adicionando lenha que se mantém uma fogueira acesa? – mesmo que, nesse caso, sejam lenhas metafóricas para uma fogueira metafórica.

Mas enfim, vamos lá. Em entrevista ao EW, o senhor Tim Minear, produtor e roteirista de Firefly, comentou sobre a força e a relevância da série até os dias de hoje, mais de 10 anos depois do seu fim prematuro. Durante o papo, Minear comentou a possibilidade de retorno do programa e ainda deu sugestões de como as coisas poderiam acontecer.

Eu nunca fecharia essa possibilidade. O fato da série ter ganho um filme depois de fracassar tão espetacularmente na Fox já foi  um milagre. E, claro, a série ainda vive em outras formas. Sobre reunir a galera para uma nova aventura, quem sabe? Eu adoraria. Seria ótimo. Mas, primeiro, todo mundo tem seus respectivos projetos que limitam o comprometimento com outras cosias. Se trata de coordenar os compromissos de todo mundo para que eles possam participar disso de alguma forma

E se trata de coordenar muitos compromissos. Joss Whedon, por exemplo, é o diretor e roteirista de Os Vingadores: A Era de Ultron, além de gerenciar criativamente o Universo Marvel nos cinemas. A maioria dos atores principais da série (Nathan Fillion, Morena Baccarin, Summer Glau, Gina Torres) trabalham em outros seriados no momento, sem falar que o elenco de Firefly é constantemente ativo em produções cinematográficas de diferentes níveis. Mas e se tudo desse certo? E se fosse possível arranjar uma data pra todo mundo se juntar? O que seria feito?

Eu digo isso completamente da minha cabeça , mas existe uma série que vem reinventando o formato de uma minissérie nos últimos anos. Eu estou tentando me lembrar do nome da série… ah, sim! American Horror Story! Não precisamos fazer algo de 13 episódios, veja como Sherlock é feito. Acho que algum tipo de minissérie funcionaria melhor. Algo que funcionaria se, digamos, a Fox se unisse ao Netflix ou outro distribuidor. O principal exibidor seria a Fox, claro, mas seria exibido em outro lugar também. Uma minissérie funcionaria melhor, acho.

Um serviço de streaming pra exibir seria uma ótima oportunidade, claro. E não vamos esquecer que existem outras maneiras de financiar a brincadeira (Kickstarter e afins), sem necessariamente contar com a Fox pra nada (só liberar os direitos! “Só”).

Minear ainda disse que é por causa do público que costuma consumir as séries DEPOIS delas irem ao ar (através de DVDs, serviços de streaming ou até mesmo maneiras que utilizam uma perna de pau e um tapa-olho) que Firefly acabou se tornando relevante, já que eles foram “descobertos 5 anos depois de serem cancelados”, nas palavras do próprio produtor.

Mas quem sabe? Deixem o Whedon fazer bilhões de dinheiros com os super-heróis que depois ele compra os direitos de Firefly da Fox e produz ele próprio uma nova temporada.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários