Papo sobre um filme de 24 Horas renasce

Leandro de Barros

  terça-feira, 02 de setembro de 2014

Papo sobre um filme de 24 Horas renasce

Imagine Entertainment estaria tentando descolar um filme de 24 Horas novamente

Existem várias novelas na história do cinema, vários filmes que eram pra sair mas não saíram e vários projetos que as pessoas ainda tem esperança de que eventualmente vejam a luz do dia. Para citar alguns exemplos, dá para falar sobre um filme da Liga da Justiça (que tinha até elenco e diretor em 2007!), a adaptação de A Torre Negra e… um filme de 24 Horas.

Desde que a série estava na crista da onda (um tempo tão antigo quanto a própria expressão “na crista da onda”) que se comenta a possibilidade de Jack Bauer ir chutar bumbuns no cinema, totalmente quebrando o diferencial da série que era contar uma história em 24 horas reais. Mas hey, Jack Bauer e tiros, não sou eu quem vai reclamar!

Por várias razões o filme nunca saiu e o máximo que nós recebemos foi um filme televisivo e uma minissérie recentemente, que continuou a história do Doutor Bauer. Mas agora, segundo o TV Line, é hora de tentar de novo.

A publicação revela que o presidente da Imagine Entertainment, o sr. Brian Grazer, ficou animadinho com a recepção de Live Another Day que decidiu voltar a colocar seus funcionários para bater cabeça na tentativa de bolar um filme da série. O ator comentou que “a situação do filme é uma constante, sempre existe a oportunidade de rolar“, enquanto Rice disse em Julho desse ano que ainda não havia conversado com ninguém sobre produzir mais conteúdo de 24 Horas, mas “tenho certeza que conversaremos sobre isso. É uma franquia maravilhosa. Quando você olha pra série em si, ela possui muitas outras histórias pra contar. Eu acho que precisamos sentar e conversar com os criadores“.

Ou seja: quem sabe, né? Pode ser que dessa vez Jack Bauer possa sair das telinhas e ir pras telonas.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários