O mais recente episódio de The Walking Dead vira polêmica nos EUA

  Leandro de Barros  |    quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Uma atitude de uma certa personagem de The Walking Dead causa polêmica nos EUA por causa de algumas informações médicas erradas

Spoilers abaixo.

O episódio de The Walking Dead exibido pelo AMC nesse domingo, nos EUA, gerou uma grande polêmica nos EUA. Se você ainda não viu o episódio (passou terça-feira na FOX brasileira), é melhor não continuar lendo.

Durante a trama de “Secrets“, Lori (Sarah Wayne Callies) pede para Glenn (Steven Yeun) ir até a cidade comprar algumas coisas. Uma dessas coisas é um pacote de “pílulas do dia seguinte”. Eu não sabia, mas as pílulas do dia seguinte são diferentes das pílulas anticoncepcionais “normais”. Lori, que está grávida, pretendia tomar as pílulas para fazer um aborto.

A polêmica começou quando blogs e sites americanos, especialmente o da Associação Americana pelos Direitos Civis (ACLU), acusaram a série de espalhar informação errada.

O fato é que a pílula do dia seguinte não é abortiva. Segundo a gloriosa Wikipédia, a pílula é usada para evitar a fecundação do óvulo e/ou a implantação dele no endométrio, durante a gravidez. As pílulas do dia seguinte são distribuídas pelo governo em postos de saúde com receita médica.

As pílulas que causam o aborto possui outro nome e não tem nada a ver com a pílula do dia seguinte, inclusive funciona de maneira diferente e a sua venda é proibida no Brasil.

Toda a polêmica gira em torno disso, do fato de Lori ter tomado pílulas do dia seguinte para causar um aborto, coisa que não poderia acontecer.

Um dos showrunners da série, Glen Mazarra, comentou a polêmica ao The Daily Beast: “Os produtores e roteiristas de The Walking Dead estão completamente cientes de que a pílula do dia seguinte não causa aborto ou aborto espontâneo. Nós exercitamos nossa liberdade criativa para explorar uma trama com uma de nossas personagens, sem levantar qualquer tipo de bandeira contra ou a favor da legalização do aborto. Nós sinceramente esperamos que as pessoas não procurem o mundo ficcional de The Walking Dead para informações médicas precisas”.

No episódio, Lori acaba vomitando as pílulas. A verdade é que, mesmo se ela tivesse realmente tomado as pílulas, nenhuma informação na série garantia que ela sofresse o aborto. Algumas pessoas ás vezes esquecem que os personagens da TV representam apenas personagens numa história e não como funciona a cabeça dos roteiritas/produtores/atores da série. Assim como existem pessoas que são desinformadas e cometem equívocos como esse da pílula, a personagem também poderia se equivocar e achar que a pílula do dia seguinte causaria o aborto.

Clique aqui pra acompanhar as nossas reviews da segunda temporada de The Walking Dead.

The Walking Dead é uma série de tv baseada na obra de Robert Kirkman e tem no elenco: Andrew Lincoln (Rick Grimes), Jon Bernthal (Shane Walsh), Sarah Wayne Callies (Lori Grimes), Laurie Holden (Andrea), Jeffrey DeMunn (Dale Horvath), Steven Yeun (Glenn),Chandler Riggs (Carl Grimes),Norman Reedus (Daryl) IronE Singleton (T-Dog) e outros. A segunda temporada da série estreou dia 18 de outubro no Brasil e é transmitida pela Fox todas as terças-feiras, às 22h.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários