Lauren Socha está fora da quarta temporada de Misfits

  Leandro de Barros  |    quinta-feira, 03 de maio de 2012

O Channel 4 anuncia que a atriz não estará na próxima temporada da série, após ter sido condenada por agressão racial no Reino Unido

O canal britânico Channel 4 anunciou hoje que mais um membro do elenco original de Misfits está fora da quarta temporada da série. A atriz Lauren Socha, que interpreta Kelly no seriado britânico, se junta à Iwan Rheon (Simon) e Anthonia Thomas (Alisha) e não voltará para os novos episódios da série.

Em janeiro, Socha foi acusada de agressão racial contra um taxista em outubro do ano passado e foi sentenciada, ontem, à cumprir 4 meses de prisão, suspensa por 12 meses [prisão suspensa é quando a pessoa é condenada com uma pena de curta duração e, ao invés de ir presa, fica sob observação em liberdade. Saiba mais], pela Corte de Derby, cidade natal da atriz. A atriz também terá de completar 80 horas de trabalho comunitário e pagar cerca de £1,100 libras entre compensações e custos processuais.

A setença ou a acusação tiveram algum efeito no desligamento de Socha da série? Aparentemente, não. Um porta-voz do Channel 4 responde:

Não. A Clerkenwell Films e a Lauren Socha concordaram há algum tempo atrás que a atriz, ao lado de outros membros do elenco como Iwan Rheon e Antonia Thomas, não retornará para a quarta temporada de Misfits, que está em produção no momento. O Channel 4 apóia a decisão dos dois lados“.

Bem, isso explica porque a produção da série procurava por três novos personagens para substituir os dois que partiram na temporada passada.

No ano passado, sem o ator Robert Sheehan, a série já viu uma queda no seu rendimento, com episódios um pouco abaixo da média de Misfits. Agora, sem Iwan Rheon, Antonia Thomas e Lauren Socha, será que Misfits aguentará o tranco e vai ressurgir das cinzas?


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários