Impressões de Game of Thrones: The Exhibition

Foto: Rafael Rocha
Foto: Rafael Rocha

* O post pode conter spoilers das três primeiras temporadas.

Prestes a estrear a sua quarta temporada, a série Game of Thrones conquistou inúmeros fãs e é um sucesso absoluto da HBO.  E pensando em presentear os fãs, a emissora criou “Game of Thrones: The Exhibition”, exposição sobre o seriado, que pela segunda vez vem ao Brasil, e primeira vez ao Rio de Janeiro.

Conseguir um ingresso para a exibição não foi fácil, foram horas em frente ao computador, em um site que com o intenso acesso, caída constantemente. Mas com muita insistência e sorte, consegui meu ingresso para o primeiro dia e horário.

Logo na abertura, fiquei surpreso com a boa organização do evento. Sim, houve algumas filas, mas estas andavam rapidamente e nada estraram minha imersão no reino de Westeros.

Logo no Hall de entrada, onde nós fizemos um breve cadastro informando nosso e-mail, conta no Facebook e família preferida, estavam expostos cartazes com todos os personagens da quarta temporada da série. Não era nada diferente das imagens de divulgação, mas ajudou a entrar no clima do que veríamos a seguir.

[nggallery id=1054]

A arrumação de exposição era até bem simples, mas muito eficaz. Basicamente consistia em manequins vestidos com o figurino das personagens da temporada passada, agrupados por núcleo, por exemplo: Jaime Lannister e Brienne, ou a corte de Porto Leal, com Joffrey, Cersei, Margaery, Tyrion e Sansa, tudo isso belissimamente ambientado com fotos e vídeos da produção.

Havia também uma réplica Trono de Ferro, e qualquer um que quisesse, poderia sentar-se nele e tirar uma foto, que seria impressa e retirada na saída do evento.

Foto: Rafael Rocha
Foto: Rafael Rocha

Além dos figurinos, muitos objetos cênicos como armas, joias, ovos de dragão estavam expostos para nosso deleite.

Outros destaques foram storyboards da série, uma maquete da muralha e as réplicas em tamanho real da cabeça de um dragão e do lobo “Vento Cinzento” do Robb Stark.

Mas o ponto alto da exposição foi mesmo a Ascending the Wall, uma experiência que nos permite uma completa imersão em um dos cenários mais importantes da série, a muralha de gelo de Westeros. Ao entrar em uma gaiola, que imita um elevador, colocamos uma espécie de Project Morpheus (visor de realidade virtual do PS4, que funciona muito bem, viu Rampini?) e fones de ouvido. Nessa simulação, tudo é muito real, desde pequenos movimentos no elevador, passando por ruídos do guincho, ventos e até a queda progressiva da temperatura. Ao chegar ao topo da muralha, somos atacados e uma flecha de fogo me atinge, o que me faz despencar do alto da parede de gelo.

A única coisa que  realmente faltou foi uma lojinha para comprar souvenirs da série, mas de resto, essa exposição valeu todo o esforço para conseguir o ingresso e se provou como um verdadeiro deleite para todos os sentidos.

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

Começa numa perseguição de carro e continua numa perseguição a pé, uma família acuada tenta fugir de seus perseguidores se embrenhando na floresta, a tensão...

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

Magnifica! É a primeira palavra que me vem à mente para descrever a série Agents of SHIELD, uma série que começou com uma pegada totalmente...

Crítica | Resident Evil 6 – O Capítulo Final

Resident Evil 6 – O Capítulo Final, dirigido por Paul W. S. Anderson e levemente baseado no jogo de vídeo game do mesmo nome,  é...

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

A quase 12 anos atrás, chegava ao cinema a adaptação de um dos maiores sucessos literários da história. “Lemony Snicket’s A Series Of Unfortunate Events”,...

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

Walter Tierno é autor nacional, publicou dois livros pela Giz Editorial (Cira e o Velho e Anardeus – No Calor da Destruição) e agora, pela...

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld

Scott Westerfeld é, atualmente, um dos escritores que considero consistentes a ponto de ler seus livros sem saber exatamente do que se tratam e ainda...