Frank Darabont processa a AMC por questões contratuais envolvendo The Walking Dead

Leandro de Barros

  quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Frank Darabont processa a AMC por questões contratuais envolvendo The Walking Dead

Produtor acusa o canal de não lhe repassar lucros devidos com a série

DarabontQue a relação entre Frank Darabont e a emissora AMC está complicada não é segredo para ninguém. O próprio produtor já revelou que nem mesmo assiste à The Walking Dead, o “filho” de ambos.

Agora, a situação chegou à um ponto praticamente irreversível: o da esfera jurídica. O THR revelou que Darabont entrou com um processo contra a AMC nessa última terça-feira (17/12), em Nova York.

A situação é complicada, mas podemos tentar explicar mais ou menos assim:

Quando a produção de The Walking Dead começou, no longínquo Setembro de 2009, a AMC teria concordado em produzir a série com um estúdio afiliado, repassando à Darabont cerca de 12,5% dos lucros do programa após o desconto de impostos. Porém, quando o roteiro do primeiro episódio foi entregue, o canal viu que The Walking Dead tinha um potencial incrível de lucro – e, portanto, teria de repassar um valor enorme para Darabont.

A partir disso, a AMC decidiu que iria produzir a série sozinha, numa prática conhecida como self-dealing (ou auto-licenciamento). Nesse formato, a emissora teria um braço interno da sua empresa produzindo a série, enquanto outro braço iria exibir o programa. Dessa forma um braço poderia desenvolver o contrato de licenciamento da maneira que quissessem.

E foi exatemente o que aconteceu, segundo Darabont. Quando ficou claro que The Walking Dead seria um sucesso, o AMC propôs um acordo com uma fórmula de lucros para Darabont que foi concebida de uma forma que o braço do canal que negociava com o produtor ficasse em prejuízo (não importando o quão bem sucedida a série fosse), o que garantiria que Frank Darabont não recebesse a sua parte dos lucros.

Tentando colocar num exemplo, imagine que exista uma empresa A. Essa empresa tem dois braços: a Produção e a Distribuição. A Produção precisa pagar 12% dos lucros de um Produto para algum funcionário, então eles fazem um acordo onde o lucro bruto do Produto fica na maioria com a Distribuição. Assim, como a Produção ainda precisa pagar pela criação do Produto, não importa o quão bem sucedido ele seja, eles sempre ficarão no prejuízo e não vão precisar repassar nada para o funcionário – enquanto a Distribuição fica com os lucros para a empresa A.

Isso é MAIS OU MENOS o que Darabont acusa o AMC de fazer. A emissora ainda não se pronunciou sobre o caso.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários