E o Constantine vai ganhar uma série pelo NBC!

Leandro de Barros

  sexta-feira, 27 de setembro de 2013

E o Constantine vai ganhar uma série pelo NBC!

David Goyer (Homem de Aço) e Daniel Cerone (The Mentalist) irão produzir e escrever uma série de TV do John Constantine

Para os super-heróis, a TV é o novo cinema. Depois do Arqueiro Verde obter sucesso na sua série de TV no CW, vários outros personagens oriundos dos quadrinhos da DC e da Marvel estão ganhando espaço dentro das telinhas.

Agents of S.H.I.E.L.D. estreou nessa semana com audiência recorde. O Flash vai aparecer na segunda temporada de Arrow e depois ganhar uma série própria. Gotham, um seriado do Comissário Gordon, deve estrear no ano que vem. A Casa das Ideias já pensa numa série da Peggy Carter.

Hellblazer ConstantineO novo nome à entrar nessa lista é o de Constantine. De acordo com o Deadline, a Warner e a DC Comics começaram a desenvolver o projeto para uma adaptação serializada de Constantine, um dos personagens mais influentes dos quadrinhos nas últimas três décadas.

Escrito e produzido por Daniel Cerone (The Mentalist) e David Goyer (roteirista de O Homem de Aço), a série irá girar em torno do próprio John Constantine, um enigmático e irreverente golpista que se torna um detetive sobrenatural, cuja função é defender a humanidade de forças sombrias do além. Pelo menos é assim que a série está sendo vendida.

O personagem foi criado em 1985 por Alan Moore, Steve Bissette e Jamie Delano, mas só ganhou importância mesmo quando começou a protagonizar a série Hellblazer, da Vertigo. Nos cinemas, ele já apareceu no filme Constantine, interpretado por Keanu Reeves, e deve estar no vindouro longa da Liga da Justiça Sombria, de Guillermo del Toro.

Atualmente, Constantine tem uma série própria nos quadrinhos da DC, dentro da linha Os Novos 52, e também faz parte da Liga da Justiça Sombria por lá.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários