Duas entrevistas com Frank Darabont, produtor e diretor de The Walking Dead!

  Eder Augusto de Barros  |    sexta-feira, 01 de julho de 2011

Frank falou sobre a dificuldade de conseguir uma TV para comprar a série, segredos da segunda temporada, e a adaptação dos quadrinhos.

Esta semana foram divulgadas duas entrevistas com o produtor executivo e diretor de The Walking Dead, Frank Darabont. A primeira no blog oficial do canal AMC que exibe a série, e a segunda foi o site gringo Deadline. Nossos parceiros do WalkersBrasil traduziram a entrevista do Deadline na integra, e nós então fizemos um mix das duas pra você! Tem SPOILERS daqui para baixo.

Na entrevista do blog da AMC, Frank revelou alguns detalhes da segunda temporada, como a gravidez de Lóri, que foi muito mais trabalhada e complicada, ao contrário dos quadrinhos que foi sensivelmente rápida e simples. Bom, fique com as perguntas e respostas selecionadas, se quiser ver as entrevistas completas clique aqui e aqui.

AMC – Você disse que usa os quadrinhos de Robert Kirkman como um mapa, mas de vez enquando você saí da estrada. Quais escapadas podemos esperar para esta temporada?

FD – Estamos conduzindo a história em várias direções diferentes. Uma vez que estão pessoas reais interpretando estes personagens temos muita dinâmica para desenvolver de episódio para episódio. Espero não estar falando demais, mas algo tão simples nos quadrinhos, como a gravidez de Lori, vira uma fantástica complicação na tela. No desenvolvimento da série, não é tão simples assim como foi nos quadrinhos, pois existem estas oportunidades de virar a história em muitas camadas diferentes. E essas viradas são extremamente emocionante para mim.

AMC – Você está esperando para dirigir um episódio completo ainda nesta temporada? (Darabont atua primeiramente como produtor executivo)

FD – Claro que estou! Você sabe, ser chefe (nessa situação) é como ser um garoto que não pode sair e tem de fazer a lição de casa enquanto todo mundo se diverte lá fora. É quente e miserável, mas é fantástico, porém tem aquela história “Eu vou pra casa, fazer a lição e estudar para as provas enquanto vocês jogam com os zumbies eu faço a lição de casa =/”

Darabont ainda falou nessa entrevista sobre uma cena muito boa de dirigir no primeiro episódio, onde T-Dog tem de escapar de um zumbi num labirinto de carros abandonados em uma estrada deserta, segundo Frank, foi uma cena divertidíssima de gravar.

Agora vamos a entrevista do Deadline

DL – The Walking Dead não foi algo fácil, certo?

Deus, não. Tentei fazer esse projeto dar certo por cinco, até que a AMC finalmente pegou. Essa foi a única vez que quis fazer uma série pra televisão, mas estava desanimado pois fique muito tempo tentando sem resposta alguma. Esse projeto era considerado algo diferente, mas sempre fiquei com pensamento positivo, dizendo que as pessoas estavam esperando por uma série excelente sobre zumbis. É preciso um pouco de coragem para apostar em algo que nunca havia sido feito antes. Tenho que agradecer à AMC por isso.

DL – O que você tem a dizer sobre esse mundo que Kirkman criou?

FD – Somos muito gratos à ele. Ele sabe diferenciar a televisão dos quadrinhos. Uma das coisas que me atraiu à isso foi a inteligência que Kirkman teve em incorporar os personagens e sua jornada na tentativa de sobreviver neste mundo. Foi uma abordagem muito adulta. E felizmente temos anos para contar essa história, já que estamos na televisão.

DL – Como está a evolução da série na segunda temporada?

FD -É justo dizer que a primeira temporada foi focada mais nos conflitos entre os personagens, os quais serão mais explorados na segunda temporada. Encontramos algo enorme entre Rick e Shane, o que nos deixa ansiosos para colocarmos mais e mais conflitos no meio e ver como tudo terminará.

DL – No que o AMC tem contribuído?

FD – Somos sempre avaliados, mas nada que não faça sentido. Temos uma parceria muito boa com o canal, às vezes temos que ceder, outras vezes eles cedem. A forma de trabalharem é excelente e, acredite, estou nesse ramo à 25 anos, sei do que estou falando.

DL – Como é trabalhar na TV em comparação ao cinema?

FD -No final do dia os atores atuam da mesma forma. A equipe dedica-se também da mesma forma. A diferença maior é que, em filmes, escrevemos histórias curtas. Na TV temos que fazer nossas ideias darem certo da forma mais barata. Mas o processo é feito da mesma forma, só um pouco mais acelerado, sem falar que é ótimo contar histórias dessa forma, não há tempo pra ficar revisando se está tudo perfeito. As rodas estão em constante movimento, e amo isso na televisão. Se eu soubesse o quanto era divertido, eu teria feito isso anos atrás.

The Walking Dead é uma série de tv que estreou em Outubro de 2010, pela AMC, é baseada na obra de Robert Kirkman e tem no elenco: Andrew Lincoln (Rick Grimes), Jon Bernthal (Shane Walsh), Sarah Wayne Callies (Lori Grimes), Laurie Holden (Andrea), Jeffrey DeMunn (Dale Horvath), Steven Yeun (Glenn), Chandler Riggs (Carl Grimes), IronE Singleton (T-Dog) e outros, a produção executiva fica por conta de Frank Darabont e deve voltar ao ar em Outubro desse ano para a segunda temporada.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários