Draw Something virará programa de TV no CBS

Nas últimas semanas, nós vimos a Warner anunciar o desejo de fazer um filme baseado no Guinness Book. Naquele momento, eu brinquei dizendo que o estúdio tinha assumido a liderança na corrida por escolher o objeto mais esdrúxulo e adaptá-lo para Hollywood.

Se nós abrirmos essa corrida para os canais de TV, a Warner ganhou um concorrente de peso hoje. O CBS comprou os direitos autorais de um gameshow baseado em Draw Something, game da Zynga.

O jogo virou modinha nos iOS e Android da vida. O jogo consiste em uma pessoa tentar adivinhar o que a outra está desenhando usando o touchscreen dos smartphones ou tablets disponíveis.

O gameshow será produzido por Ryan Seacrest e Michael Davies e, cada semana, receberá times formados por celebridades e jogadores de Draw Something para jogarem o game no palco, concorrendo à prêmios em dinheiro. Também será possível que o espectador participe de partidas.

Ainda não há previsão de estréia do programa nos EUA.

via Deadline

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

Começa numa perseguição de carro e continua numa perseguição a pé, uma família acuada tenta fugir de seus perseguidores se embrenhando na floresta, a tensão...

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

Magnifica! É a primeira palavra que me vem à mente para descrever a série Agents of SHIELD, uma série que começou com uma pegada totalmente...

Crítica | Resident Evil 6 – O Capítulo Final

Resident Evil 6 – O Capítulo Final, dirigido por Paul W. S. Anderson e levemente baseado no jogo de vídeo game do mesmo nome,  é...

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

A quase 12 anos atrás, chegava ao cinema a adaptação de um dos maiores sucessos literários da história. “Lemony Snicket’s A Series Of Unfortunate Events”,...

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

Walter Tierno é autor nacional, publicou dois livros pela Giz Editorial (Cira e o Velho e Anardeus – No Calor da Destruição) e agora, pela...

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld

Scott Westerfeld é, atualmente, um dos escritores que considero consistentes a ponto de ler seus livros sem saber exatamente do que se tratam e ainda...