Review | Person of Interest 1×18: “Identity Crisis”

  Leandro de Barros  |    terça-feira, 03 de abril de 2012

Num episódio que trata de incertezas, enganos e "crises de identidade", Person of Interest reafirma sua própria identidade entregando um episódio que é, basicamente, a síntese da série

Depois de uma folguinha, Person of Interest volta já renovada para a segunda temporada.

Acho que esse é o primeiro episódio da série depois de Person of Interest ganhar sua segunda temporada. Vamos tomar um tempo para dar uma salva de palmas para os nossos heróis.

É isso aí Mr. Finch (Michael Emerson), Reese (Jim Caviezel), Carter (Taraji Henson) e Fusco (Kevin Chapman)! Segunda temporada merecida.

Vamos lá falar sobre o episódio de hoje.

Resumindo Identity Crisis em três palavras, eu escolheria: Person of Interest. Eu poderia escolher “um belo filler”, mas acho que usar o nome da série pra definir o episódio tem um efeito mais dramático.

O décimo-oitavo episódio dessa primeira temporada de POI foi exatamente o que a série tem sido até aqui: um bom entretenimento por algumas horas, para assistir relaxando.

Tanto os acertos do episódio, que vão desde a espetacular parceria formada por Michael Emerson e Jim Caviezel até os excelentes diálogos do episódio, passando pela boa dose de ação no caso da semana, são os principais pontos fortes da série. Como não poderia deixar de ser, os erros de Identity Crisis (previsibilidade na reviravolta do caso da semana; um pouco de pressa pra concluir os acontecimentos) também são os mesmos da série.

Nesse caso da semana, tivemos um começo inesperado. O CPF apresentado pela Máquina era o de Jordan Hester. O problema é que o (a) tal Jordan Hester é super discreto(a) e era duas pessoas. Uma mulher e um homem dividiam o mesmo nome, CPF e outros documentos, basicamente dividindo a mesma vida. Assim, Reese e Mr. Finch tiveram de se dividir para saber quem estava em perigo ali.

Meu palpite inicial era de que os dois estavam envolvidos no negócio de roubo de identidades (quando me apresentam duas opções numa série/livro/filme, eu tenho a tendência de acreditar que nenhuma das duas será a escolhida). Eu estava parcialmente certo: só a mulher era a culpada, apesar do cara acabar se envolvendo no negócio.

Eu disse que o caso tinha sido “previsível”, mas eu tenho de me corrigir. Não foi previsível como outros casos anteriores, mas dava pra sacar os futuros acontecimentos com um nível de certeza razoável. Pra mim é um pouquinho desagradável ficar pensando: “Agora vai acontecer isso, isso e isso”, mas não chega a ser um problema que me faça desistir da série.

Eu ainda preciso ressaltar dois pontos do episódio:

1º – O ótimo trabalho dos roteiristas em explorar o tema de incertezas e enganos no episódio. Finch e Reese não sabiam de quem a Máquina falava, Fusco não sabia se era pra trabalhar para Reese ou para os policiais corruptos, Carter não sabia em quem confiar, um preso foi condenado por engano, etc…

2º – A cena do Mr. Finch drogado. MEU PAI AMADO, QUE CENA INCRÍVEL. Eu estou desesperadamente atrás de gifs dessa cena na internet. Quem tiver, mande para nós, por favor!

Antes de terminar, vamos falar do futuro. O FBI entrou na brincadeira na série agora. Antes tínhamos a CIA caçando o Reese pelo seu antigo trabalho na Agência. O que ele fazia exatamente ainda é um mistério, embora o agente do FBI que apareceu nesse episódio tenha dado algumas dicas (espionagens, assassinatos, etc). O que a gente sabe é que era ilegal.

Com o FBI na brincadeira, Reese ganha um poderoso aliado e um perigoso inimigo ao mesmo tempo. Apesar do FBI querer expor aquele agente da CIA , eles também podem (e devem) querer prender o Reese. Sem dúvidas se trata de uma peça curinga nesse jogo.

Outro ponto do futuro da série que eu gostaria de comentar é de que já estamos no episódio número 18 de POI. Serão 23 episódios, o que significa que o “último arco” da temporada deve começar muito em breve. E o melhor: o próximo episódio será focado no Elias!!

http://www.youtube.com/watch?v=Wutg3sT6oVQ

Episódios anteriores:


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários