Review | Once Upon a Time: “The Heart is a Lonely Hunter”

  Jéssica Pagliai  |    domingo, 08 de janeiro de 2012

E esse episódio me deixou com o coração em pedaços, literalmente falando... E atenção, não continue lendo caso não tenha assistido o episódio!

Once Upon a Time - The Heart is a Lonely Hunter

Na terra dos contos de fadas, a Rainha Má e Branca de Neve estão enterrando o pai e marido Snow. Assim como nos contos que conhecemos, a Rainha que mandou matar o marido, para ficar com o reino todinho para ela e tambem contrata o caçador para matar a enteada.

O Caçador, nobre e de coração puro como os lobos. Por falar em lobos, me lembrou muito o Mogli pois ele também foi criado numa alcateia de lobos, e por essa razão é tão sentimental e não faz nada a não ser seguir seus instintos, sem a intenção de causar o mal a ninguém…

Em troca da morte de Branca de Neve, deseja que a rainha proiba a caça de lobos, e ao inves de matá-los deve protegê-los. Para fazer o “serviço” se disfarça de guarda e segue Branca pela floresta. Ela, logo descobre o que está acontecendo e tenta fugir. Mas, como sabia que era impossível escapar, pára apenas para escrever uma carta à rainha e pede ao caçador que, depois de a matar entregue para ela. Ao ler a carta, se emociona e decide poupá-la. Retorna com um coração de cervo e lê a para a rainha, em voz alta. Neve se desculpa e diz que perdoa a rainha, pedindo apenas que governe o reino com compaixão, e que sua morte foi na verdade um sacrifício pelo mal que causou. Curioso, o Caçador pergunta o que de tão grave White fez com ela, que conta que Snow contou um segredo e que tal traição não tinha perdão já que lhe custou algo que ela amava muito segredo esse que ainda não sabemos.  Ele então entega o coração para a Rainha levar ao seu cofre, mas antes mesmo de o guardar, descobre que é falso. Então, ela enfia a mão no peito dele, e puxa seu coração mágico e brilhante. Com um beijo declara que a partir daquele momento, ele pertencia a ela. E diz para ele nunca a desobedecer, ou sempre que tentar fugir a única coisa que precisava fazer era lhe apertar o coração, já que sua vida agora estava na palma de sua mão.

Em Storybrooke, o xerife Graham está tentando de todas as maneiras se entender com Emma, até mesmo a roubando um beijo. Quando ela a beija, começa a ter flashs de sua vida em Fairytale. Apesar de estar visivelmente atraida pelo xerife, Emma continua firme com sua parede de proteção, e por essa razão o afasta.

Depois do fora, vai então a casa de Regina. Acaba por adormecer e sonha com um lobo. Assim que acorda, conta a prefeita o tal sonho seu pior erro e sai dizendo que precisa tomar ar. E vê, o lobo da Terra dos Contos de fadas, e corre tras dele. Quando chega a floresta, encontra Mr. Gold e o lobo, que misteriosamente desaparece. Gold o diz que, algumas pessoas dizem que os sonhos são lembranças de outras vidas.  Ainda na floresta a procura do lobo, finalmente o encontra. O animal mostra que o conhece e, ao tocá-lo tem mais um flash de memória. Nele, aparece Branca de Neve, e ele então vai a procura de Marie Margaret que conta sobre Henry e a sua suposta fantasia com o livro de conto de fadas.

O garoto mostra uma absoluta compreensão sobre o assunto, e como que uma consulta clínica começa a fazer perguntas como: “Quando seus flashes começaram?”. Após a análise, dá o diagnóstico: Graham é o caçador. E conta que ele deve seguir o logo, já que é o seu melhor amigo e que o levará ao cofre da Rainha, onde ela guardou seu coração.

Ao sair da casa, logo encontra Emma e a conta o que deve fazer. Claro que a principio não acredita no xerife, mas então o lobo aparece e eles o seguem. A perseguição termina num grande mausoléu no cemitério, e logo Sheriff reconhece o simbolo da Rainha sobre ele. Entram, mas logo a prefeita aparece, dizendo que leva flores todas as quartas-feiras para o túmulo de seu pai. Ela tenta levá-lo para casa, mas se recusa e termina o relacionamento dos dois. Diz ainda que, escolhe a “si”! Emma diz que, Regina é a culpada por todos se afastarem e que tanto Henry quanto Graham a procuram na esperança de fugir dela… Começa uma rápida luta entre elas, mas ao serem separadas Emma diz que não deve perder seu tempo com nada.

De volta ao departamento de polícia, Graham faz os curativos em Emma de um corte que ganhou na luta. Se envolvem no momento e se beijam, o que tráz mais um flashback. Agora se lembra de tudo, mas assim que ela a vai contar…

Enquanto isso, Regina vai ao mausoleu o mesmo que alegava ser do seu pai. Abre o túmulo, que revela uma escada. Lá, é seu cofre de corações e sua coleção particular. Ela então pega o coração de Graham e o transformando em pó, o mata.

Estou gostando tanto da mistura do real e metáfora que sempre acontece em OUAT. Especialmente a desse episódio!

E vocês, o que acharam de The Heart is a Lonely Hunter?

Próximo Episódio:

http://www.youtube.com/watch?v=91F90H91M-Q

Confira os episódios anteriores:


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários