Review | Justified 3×03: “Harlan Roulette”

Harlan Roulette

O grande diferencial de Justified nesta temporada em relação às outras duas, é a trama mais entrelaçada e o pontapé na porta logo no começo. A série não esta para brincadeira, e mostra porque é considerada umas das melhores em exibição atualmente, se não a melhor da tv americana.

Esse terceiro episódio é o que chamamos de um introdutório, Raylan pouco fez, aliás, em toda a season até agora ele pouco fez, estamos praticamente só conhecendo a trama, que ainda parece girar em torno da caída da família Bennett. Serviu para conhecermos mais Limehouse, e principalmente Quarles.

O episódio nos trouxe de volta Wade Messer, aquele filho de uma grande puta que amarrou Raylan numa árvore para que Dickie batesse nele com o taco de baseball. Messer estava trabalhando com o Otis de The Walking Dead. Ops! Não é o Otis. O nome do personagem aqui era Glen Fogle, uma espécie de mafioso da zona que pegava drogados para trabalhar para ele, aparentemente ele trabalhava para Quarles também, o episódio se centrou na história desse infeliz e sua Harlan Roulette, que é rodada até a bala sair, enfim, não foi o mais relevante do episódio.

Boyd foi solto da prisão, e Dickie é agora ameaçado pelo carcereiro que facilitou a vida de Boyd para saber onde estava o dinheiro no episódio anterior. Boyd teve uma bela convercinha com Limehouse, e isso ainda vai dar pano para manga.

A briga vai ser boa nas redondezas de Harlan, com Limehouse, Boyd, Dickie e Quarles, todos tentando ver quem é o que tem as maiores bolas da região, e quem entrar no meio deles vai ser chutado, literalmente.

Quem lembra quando Raylan disse que a próxima vez que ele conversasse com Duffy não seria uma conversa? Pois bem, eles tiveram essa conversa na melhor cena do episódio. Impressionante como até não sendo badass, Raylan chuta bundas.

Outras reviews de Justified:

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

Começa numa perseguição de carro e continua numa perseguição a pé, uma família acuada tenta fugir de seus perseguidores se embrenhando na floresta, a tensão...

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

Magnifica! É a primeira palavra que me vem à mente para descrever a série Agents of SHIELD, uma série que começou com uma pegada totalmente...

Crítica | Resident Evil 6 – O Capítulo Final

Resident Evil 6 – O Capítulo Final, dirigido por Paul W. S. Anderson e levemente baseado no jogo de vídeo game do mesmo nome,  é...

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

A quase 12 anos atrás, chegava ao cinema a adaptação de um dos maiores sucessos literários da história. “Lemony Snicket’s A Series Of Unfortunate Events”,...

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

Walter Tierno é autor nacional, publicou dois livros pela Giz Editorial (Cira e o Velho e Anardeus – No Calor da Destruição) e agora, pela...

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld

Scott Westerfeld é, atualmente, um dos escritores que considero consistentes a ponto de ler seus livros sem saber exatamente do que se tratam e ainda...