Review | Fringe 5×09 – Black Blotter

João Araújo

  terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Review | Fringe 5×09 – Black Blotter

Num episódio colorido por drogas e ilustrado com ótimas animações, o antigo Walter começa a apoderar-se do cientista e faces do passado voltam para o atormentar; novo pequeno elemento na Fringe team!

Eu já sentia saudades de um episódio de Fringe assim. A 5ª temporada tem-me desiludido nos últimos episódios, já que parece que estou a ver um policial sem muito sentido. Encontrar gravações e o assunto de Peter com os Observadores tem sido o main-focus, e no último episódio acabaram com pelo menos o último destes elementos. Em Black Blotter, vemos elementos das primeiras e nostálgicas temporadas, como Nina (novamente), Carla Warren e as drogas de Walter. Sem falar nas excelentes animações ao longo do episódio, que serviram para ilustrar e enriquecer o mesmo.

Trava-se novamente a batalha (sempre mais interessante que a de Peter) de Walter com o homem que ele fora. E aparecem como que dois conselheiros do cientista: Nina, que luta pelo novo Walter, e Carla Warren, a sua ex-assistente de laboratório que morreu num incêndio, que luta pelo antigo e ambicioso Walter. Ambas as personagens aparecem como resultado do consumo da droga Black Blotter, como que representações da sua consciência. O cientista vai tombando para os dois lados, tendo Carla constantemente lembrando-o de que o Walter de antigamente partilharia todo o seu conhecimento com os Observadores, procurando um lugar de destaque na guerra (e houve uma noite em que Walter se levantou, pronto a sair, mas deteve-se; ia então expôr-se aos Observadores e dar tudo o que tinha a eles).

Entretanto, o rádio que fora encontrado neste episódio mostrou sinais de vida.

Olivia e Peter foram ter a um local remoto no meio de uma floresta, onde encontraram cadáveres de Observadores, Legalistas, e o que eles pensam ser Donald. Mas na verdade é Sam Weiss. Sam fucking Weiss. Arrepiei-me quando ouvi o nome. Sam morreu ao proteger um ponto de retransmissão do sinal. Na verdade, o sinal vem de uma casa de um colega de Donald, Richard, onde este último vive com a sua mulher e, guess what, a criança Observadora. Donald pedira-lhe para proteger o rapaz visto que tinha de fugir e, um dia, alguém viria para buscar a criança.

Para além disso, deixo aqui duas imagens das animações que apareceram no episódio, com uma Sininho e uma excelente animação de Walter em busca da palavra-passe necessária para fornecer a Richard, como prova de que eles eram de confiança.

O episódio tem muitos pontos fortes que me agradaram, como o aparecimento de Carla Warren e o jogo entre o reviver do antigo Walter. Sem dúvida é um assunto crucial no seguimento do plano. Para além disso, o aparecimento da criança Observadora indica que teremos mais desenvolvimento em termos dos elementos do plano, e talvez eles se comecem a juntar por fim.

Espero que a qualidade dos próximos episódios acompanhe a deste e se projete ainda mais. See you next week!


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários