Review | Fringe 5×06: Through the Looking Glass and What Walter Found There

João Araújo

  sábado, 17 de novembro de 2012

Review | Fringe 5×06: Through the Looking Glass and What Walter Found There

Peter revela as suas novas habilidades, Walter confronta-se com as suas ações e vemos uma personagem que não aparecia desde a primeira temporada e terá um papel crucial na salvação do mundo. Ah, e Walter voltou a comer alcaçuz!

A existência de um bom leque de temporadas com personagens que aparecem, geralmente, em apenas um episódio, possibilita o uso das mesmas. Falo da primeira temporada que nos ofereceu muitos casos random que, agora, podem revelar-se não tão random.

Throught the Looking Glass and What Walter Found There (título inspirado em Through the Looking Glass and What Alice Found There, das aventuras de Alice in Wonderland, de Lewis Carroll) desenrola a demanda pelas pistas da sétima gravação, encontrada no ínicio do episódio por Walter. E, para os mais esquecidinhos, Peter tem agora no seu cérebro um dispositivo retirado da cabeça de um Observador. A espetativa do episódio gira em torno de ver algo relacionado com o final do último episódio em que Peter fez a operação para implantar o dispositivo em si.

Em casa, Peter reproduz repetidamente um holograma com uma mensagem de Etta. Olivia chega, entretanto, e pede a Peter que a inclua na sua dor. Relembro o final do último episódio, em Olivia liga a Peter, preocupada, a pedir-lhe para voltar a casa. A distância do casal foi bem visível aí, mas conto que, daqui para a frente, vejamos mais momentos dos dois juntos numa “partilha de dor” do casal. Contudo, Peter continua a esconder a sua recente operação, mentindo a Olivia acerca da origem do ferimento do seu pescoço quando esta o aborda.

Enquanto os dois, reconfortados um no outro, choram a perda da filha, Walter põe mãos ao trabalho. Nesta gravação, Walter não se fica por ditar as instruções, deslocando-se ao local necessário para começar a investigação do plano. As instruções são seguidas por Walter (ok, isto vai ser muito confuso), que se desloca até um edifício com um enorme buraco de explosão na parte frontal. No apartamento 413, Walter faz uma combinações de passos, como que numa dança, e acaba por entrar num portal invisível. Este portal, explica Walter no vídeo (quando Olivia, Peter e Astrid o vêm, após dar pelo desaparecimento de Walter), não é mais do que um corte na membrana que separa os dois Universos, um chamado “Universo de Bolso”. Neste Universo de Bolso, as coisas são diferentes, entre as quais as leis da física. No vídeo, Walter comunica com Donald (que não aparece no vídeo), o homem que o esperava na mina do episódio 5×03 – The Recordist.

Dentro do Universo de Bolso vemos janelas a flutuar nas paredes, corredores que, do nada, descem, violando leis físicas. Tudo muito Harry Potter-like. Walter encontra Cecil, um homem que se encontra lá preso. Conta ele que, quando os Observadores bombardearam o prédio, ele veio parar àquele sítio. Segundo, Walter, a energia do bombardeamento das bombas de luz empurrou Cecil para aquele Universo onde o tempo e o espaço se entrelaçam, levando Cecil a crer que está lá há 5 dias, enquanto, na verdade, já se passaram 20 anos desde a sua chegada.

Os restantes três membros da Fringe Team deslocam-se ao edifício do vídeo. Olivia e Peter passam para o Universo de Bolso, seguindo as instruções do vídeo que, no seu Universo, não funcionavam, visto que esta parte da gravação fora feita quando Walter passou para o Universo de Bolso enquanto gravava. Os dois reparam que, no vídeo, Walter se dirige a uma terceira pessoa, de estatura mais baixa, a observar pelo olhar de Walter. O cientista diz-lhe para não ter medo e conta-lhe que o irão deixar num sítio seguro. A certa altura, o casal e Walter encontram-se. Os três observam a gravação, descobrindo que procuram a maçã, o fruto proibido, a fonte de todo o conhecimento. A gravação desvenda agora a terceira pessoa. Lembram-se do episódio 1×15 – Inner Child? Daquele rapaz careca, encontrado a viver debaixo da terra? Exatamente. O terceiro elemento na gravação era esse mesmo rapaz. E melhor: ele era um Observador.

A maçã que procuram é na verdade um quarto com o glyph da maçã na sua porta. Encontram o quarto, mas está vazio, quando era suposto encontrar-se lá o pequeno Observador. Walter, enraivecido pela ausência de qualquer pista, grita que tudo fora em vão e, sem esta parte do plano, nada funcionaria. Peter reconforta o pai. Tal como ele diz, Walter é o único que conhece aquele sítio e que se sabe guiar por ele. Ele e Donald. Talvez o colega tenha movido o rapaz de sítio. O cientista anima-se um pouco mais, determinando-se a descobrir o paradeiro do mini-Observador.

Entretanto, Olivia faz uma nova descoberta.

Encontra uma gravação de voz que, na verdade, não funciona. Mas segundo ela, e apoiada por Walter, deve funcionar no nosso Universo. Sendo assim, todos decidem voltar, incluindo Cecil, desesperado por voltar a casa.

No quarto, Astrid é atacada e dois Observadores entram no portal.

Enquanto fugiam, Cecil é atingido. Os três procuram saída, guiados por Peter. Encontram o quarto do portal e Walter e o filho transportam-se para o seu Universo. Olivia preparava-se para fazer o mesmo quando é parada pelo Observador. Tenta disparar mas a sua arma não funciona. Empurrando-se a si e ao careca, entra no seu Universo onde a arma funciona e elimina-o.

Saem do edifício a eliminar Observadores e Legalistas que ocupam o seu caminho, até que Peter dá ordem para fugirem enquanto ele fica para trás. Numa luta corpo-a-corpo, Peter revela as habilidades que o dispositivo no seu cérebro lhe confere, kicking the ass out of the Observer.

Observador: I know what you have done. You have made a grave mistake. You do not realize what is happening to you.

Teletransportando-se para trás do inimigo, Peter quebra-lhe o pescoço, enquanto Windmark observa tudo. Não é de admirar que os atos de Peter tenham as suas graves consequências, e esperamos sem dúvida para ver quais são esses. É bastante provável que Peter dê o seu máximo e acabe por morrer devido a este dispositivo que o consome. E tal lembra quando este se sacrificou, unindo os dois Universos. Teremos novamente um mártir?

No último momento em que o comboio em que Astrid, Walter e Olivia se encontravam ia partir, Peter aparece. Olivia pergunta-lhe como sabia ele da localização exata do quarto do portal e ele mente, dizendo que teve sorte. Mas é óbvio que Liv desconfia de algo, ou não fosse ela Olivia Dunham. Mexendo na gravação, esta acha que o aparelho está preso numa determinada frequência. Iremos saber mais sobre isto no próximo episódio.

Noutros dois lugares do combio, pai e filho conversam.

Walter lembra Cecil, que apenas queria sair dali e Walter não se importou com ele, vendo-o como uma perda aceitável. Peter diz que a morte dele não foi culpa de Walter e que graças a ele, Cecil não morreu no momento da explosão das bombas de luz de há vinte anos. Ainda assim, Walter diz que aquelas ações dele não são suas. São culpa da sua mente. Da reorganização das partes dos seus pensamentos que o alteraram.

Walter: I’m losing myself, Peter. I’m losing the man that you’ve helped me become.

O filho diz que não deixará tal acontecer, ironicamente, quando ele próprio se começa a perder, dizendo que Walter é a maior esperança do mundo. Walter pede para que ele nunca o abandone.

Peter: I won’t, dad. I promise.

De repente, Peter fixa um ponto no comboio, espantado, e vemos então a sua visão de Observador, que vê por dentro das pessoas. Resta a dúvida se este viu algo ou foi a simples visão que o surpreendeu.

Este episódio criou grande apetite para o que vem a seguir, principalmente o papel do pequeno Observador no plano para salvar o mundo dos da sua espécie. É possível que vejamos conflitos de interesse por parte do rapaz, já que este, supostamente, ajudará na destruição dos seus.; A relação de Olivia e Peter não promete melhorar, apesar do que vimos aqui, uma vez que a agente não é enganada tão facilmente e com certeza desconfia que algo de errado se passa com Peter; Walter, depois da sua crise dos seus atos, deverá assumir uma atitude mais determinada na descoberta do paradeiro da sua “arma secreta”; Por fim, o título do episódio adequa-se perfeitamente, graças ao ambiente misterioso e com personagens que Walter (Alice) foi encontrando ao longo do Universo de Bolso (País das Maravilhas).

See you in 5×07!


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários