Review | Chuck 5×09: “Chuck vs. The Kept Man” e 5×10: “Chuck vs. Bo”

  Leandro de Barros  |    segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Chuck caminha para o seu final com ótimas participações de Jeff e Lester e o início do arco final da série. O Intersect troca de mãos... ou melhor, de cérebros!

Já está virando rotina review dupla de Chuck. Como a série está acabando e só tem mais 2 episódios (um deles duplo), vamos tentar fazer uma tripla? Não, não vamos. Desculpem o atraso, de novo! Spoilers abaixo.

Chuck vs. The Kept Man

É um grave defeito quando o lado cômico de Chuck não é engraçado? É claro que sim. Vou dizer algo que tem enchido meu coração de tristeza: eu esperava mais dessa temporada de Chuck. Não que ela esteja ruim, mas está cheia de episódios medianos. Sabe aquele episódio que serve só pra cumprir tabela? Encher linguiça? Isso é Chuck vs. The Kept Man. E, porra, não dá pra colocar um episódio assim numa temporada de 13 episódios QUE É A ÚLTIMA DA SÉRIE.

Faltando quatro episódios pro fim.

Posso ouvir um amém?

Enfim, o episódio é, talvez, a última chance dos roteiristas de brincarem livremente com os personagens. Livremente mesmo, já que a partir do 10º começa o último arco da temporada e não dá tempo de tomar liberdades.

O relacionamento de Casey e Verbanski vai para um outro nível e é o principal mote do episódio. Casey não quer parecer um cachorrinho e cria uma “briga de poder” dentro da relação. Enquanto isso, Sarah pensa estar grávida (não estava) e nasce o desejo de ter filhos no casal Charmichael.

No núcleo da Buy More, a mais engraçada história do episódio e do próprio núcleo: finalmente Jeff e Lexter começam a desconfiar de que há algo errado na Buy More e começam a investigar. Acabam descobrindo a Base na loja, numa ótima participação do Awesome.

Chuck vs. Bo

AGORA SIM, PORRA! Agora sim um episódio engraçado, com avanço na história real, bons acontecimentos, participações especiais, enfim… um bom episódios de Chuck.

Continuando a história do núcleo da Buy More, tivemos Jeff e Lester como não temos faz tempo: engraçados de verdade. As cenas deles acordando no carro várias vezes foram ótimas. A teoria da conspiração deles foram momentos típicos de Chuck. Adorei cada segundo.

Já no “núcleo sério”, começamos com um revival do Morgan-Intersect tirando do celular a história do arco final da série. Durante seu período negro, o nosso querido salva-vidas de aquário participou de uma festança e contou que era o Intersect. Aí surge Bo Deker (musa americana dos anos 80, se você é novinho não vai sacar as piadas) e ele vai pra cama com ela. Daí descobre que era tudo plano do vilão final da série, Nicholas Quinn, que tinha um óculos com o Intersect mas tava com medo de usar e blablabla.

O episódio continuou com a idéia de Sarah e Chuck terem uma vida normal, fora da espionagem. E brincou com isso, quando a espiã disse que essa era a “última missão”. É o tom da temporada e deve ser o final da série: Chuck e Sarah vivendo uma vida normal. Mesmo a atriz que vive Sarah dizendo que o final é “surpreendente”.

Eu devo dizer que gostei muito do plot final. Nada melhor do que colocar o Intersect, visto por muitos como um objeto de cobiça, como o grande vilão. Ou melhor, a busca pelo Intersect.

Aliás, Yvonne Strahovski disse que a relação de Sarah e Chuck tem um grande papel no fim da série. Querem uma previsão? Agora que ela tem o Intersect, ela vai começar a perder memórias como Morgan perdeu. Claramente, ela perderá memórias da relação com Chuck. Esperem um final feliz com muito chororô e “lembra daquele momento feliz?” ou esperem um final triste com uma Sarah sem lembrança do Chuck.

Nós temos mais um episódio antes do grande finale, que é duplo. Vamos ver o que vem por aí:

http://www.youtube.com/watch?v=D68e0BZGMZY

Episódios anteriores:


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários