Review | Alcatraz 1×05: “Guy Hastings”

  Eder Augusto de Barros  |    segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

É difícil falar sobre Alcatraz, acho uma série muito injusta com os espectadores. Você dá para ele seu tempo de atenção assistindo ao episódio, a série não te dá nada de volta, falta reciprocidade.

Diego Soto e Rebecca Madsen no quinto episódio

Guy Hastings não era um prisioneiro, e sim um guarda. E a boa nova em Alcatraz é que até quem volta não sabe o que tá acontecendo, tá bonito isso viu!

Eu sempre me pergunto cada vez que Rebecca diz em achar os 63 prisioneiros: se essa é a quantidade de prisioneiros desaparecidos, e cada episódio tem o nome de um deles, então a série tem data para ser cancelada? Pois bem, no quinto episódio Alcatraz fez esse mito cair com Guy sendo um guarda e não um prisioneiro.

O caso da semana além de ser curioso explorou bem a fundo a “família” de Rebecca, cá para nós, o Guy só serviu para conhecermos a relação entra Tommy e Ray. Para quem não sabe pelos nomes, Tommy é o avô de Rebecca que esteve em Alcatraz, e aparece no primeiro episódio, sendo perseguido por ela e seu parceiro. Ray é o tio dela, que também trabalhou em Alcatraz como guarda, ela aparentemente foi criada por Ray, ainda não temos isso 100% esclarecido.

O que não sabíamos até então é que Ray e Tommy eram irmãos. Aí é que entra Guy, que foi instrutor de Ray quando ele chegou à Alcatraz, em flashbacks conseguimos entender a relação deles. Este foi o episódio com mais flashbacks até agora.

O desfecho do episódio ainda guardou mais algumas perguntas para a lista de não respondidas até agora, para onde foi levado Guy depois de capturado? Todos os outros foram para a prisão, Guy foi ver a filha já adulta mas não vimos depois o que aconteceu com ele. Cá para mim o Hauser sabe tudo o que aconteceu, ele sabe como esses prisioneiros aparecem, ele sabe como eles sumiram, ele apenas os captura e tenta manter Rebecca e Soto longe do segredo.

É difícil falar sobre Alcatraz, acho uma série muito injusta com os espectadores. Enquanto você dá para ele seu tempo de atenção assistindo ao episódio, a série não te dá nada de volta, falta reciprocidade para conosco. Eu ainda sou muito indiferente à série, não sei quem é o bem e quem é o mal por assim dizer, falta aquela captação, ou aquele mistério. A trama precisa de evoluir, para ser só uma série policial não precisava desses nomes no elenco e desse lobby todo em cima dos criadores.

Se você for um caçador de conspirações pode começar a cavar o primeiro mistério. Será que Ray adotou Rebecca com segundas intenções em acordo com Tommy? Por que Guy queria tanto caçar Tommy? Mesmo assim não é suficiente para agradar a massa. Precisa melhorar.

Outras reviews:


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários