Xbox One: bloqueio aos indie e multa cara para jogos usados

Leandro de Barros

  quarta-feira, 22 de maio de 2013

Xbox One: bloqueio aos indie e multa cara para jogos usados

Microsoft começa a meter os pés pelas mãos e anuncia bloqueio à indies games na Xbox Live, multa cara para jogos usados e uma conexão permanente camuflada no Xbox One

O Xbox One foi anunciado oficialmente apenas ontem. Inicialmente, a comunidade gamer não foi muito receptiva à conferência da Microsoft (principalmente pela ausência de games do evento) e essa impressão só tem piorado com as informações pós-conferências. Três delas se destacam: o bloqueio aos jogos indie, a multa para jogos usados e uma suposta conexão à internet permanente.

Bloqueio aos indie

Ao Shacknews, um executivo da Microsoft afirmou que as desenvolvedoras independentes não poderão auto-publicar os seus projetos na rede do Xbox One

Segundo o gerente geral da Microsoft Game Studios, a estratégia faz parte do plano de negócios da Microsoft para o Xbox One. Agora, os indies terão de ter alguma editora parceira da Microsoft Games Studios ou a própria para poder lançar seus jogos para o novo console da empresa americana.

A estratégia da Microsoft vai na contra-mão do resto da indústria dos games, já que PS3, Wii U e, provavelmente, o PS4 permitem que os indies lancem seus jogos à vontade.

A única maneira de um indie developer soltar algum jogo na rede do Xbox One sem apoio da Microsoft Game Studios ou de uma empresa parceira da Microsoft é através da Xbox Live Indie Games – que não é nem de perto tão atrativa como o Steam ou a PSN.

o novo controle

o novo controle

Multa cara para jogos usados

Ainda ontem, a Microsoft afirmou a sua medida contra jogos usados no Xbox One: cada game precisará ser instalado antes de jogar. Nessa instalação, será preciso colocar um determinado código (único para cada cópia). Caso a cópia seja vendida, o novo dono terá de pagar uma taxa para poder liberar o título na sua conta da Xbox Live. Dependendo do valor da multa, a medida não seria de tão ruim – jogadores e desenvolvedores sairiam ganhando com um valor razoável, afinal, o primeiro pagaria mais barato pelo jogo usado e o segundo lucraria um pouco mais no negócio.

Porém, a Microsoft não está procurando por isso. De acordo com Phill Harrison, vice-presidente da emprea, a taxa que será cobrada para ativar o game usado será o equivalente à um jogo novo.

Ou seja: a Microsoft espera que o fato de ter de pagar pelo jogo duas vezes (uma pelo Blu-ray usado e outra para liberá-lo) intimide o mercado de jogos usados. Infelizmente para ela, a perspectiva é que o mercado do Xbox One seja intimidado.

xbox one tudo

Sempre na Internet – sim ou não?

A versão oficial de ontem é que o Xbox One não vai exigir conexão permanente à Internet. Tecnicamente, o Xbox realmente não vai exigir conexão PERMANENTE, mas precisará da Internet sim.

De acordo com o Harrison, “existem muitos dispositivos que requerem a Internet para funcionar. O Xbox One não é diferente. Em algum momento será preciso se conectar na nuvem. Para os jogos single player que não necessitam de conectividade ao Xbox Live, você poderá jogar sem interrupção caso a sua conexão com a Internet caia. Mas o dispositivo é fundamentalmente concebido para ser ampliado por meio da Internet como muitos dispositivos são hoje”.

Novamente, não custa lembrar que na verdade não existe NENHUM dispositivo que precise da Internet para funcionar. Nem mesmo o seu PC ou o seu Smartphone necessitam da Internet para funcionar, a coneão à ~rede mundial de computadores~ é apenas uma das funções desses aparelhos.

Harrison ainda disse que será necessário conectar o Xbox One à Internet pelo menos uma vez por dia. Assim, não é difícil imaginar porque as ações da Sony SUBIRAM depois do evento da Microsoft.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários