Música Boa que Você Talvez Não Conheça: Fernando Noronha & Black Soul
Felipe Perazza

Felipe Perazza
@AndarilhoMusic

  sexta-feira, 10 de julho de 2015

Música Boa que Você Talvez Não Conheça: Fernando Noronha & Black Soul

É realmente muito bom ver uma banda tão jovem tocando blues tão bem - B.B. King

Nada pode saciar a sede de alguém que ama música. Esse serzinho curioso e apaixonado é alguém que carrega a sina de jamais estar satisfeito. Ele procurará em todos os lados uma forma de suprir sua necessidade – quase um vício – de música boa e nova. Irá em becos escuros, em países longínquos, falará com homens carrancudos e barbados, e se aventurará em línguas que não utilizam vogais, tudo para amenizar o desejo eufórico de colocar o play num som novo e poder sacudir a cabeça e bater os pés com ele.

Se você, como eu, é um desses seres, não vai precisar ir tão longe. Não dessa vez.

Fernando Noronha & Black Soul está mais perto do que você imagina.

– Mas esse cara é brasileiro?!, você perguntará, após ver o vídeo acima. Eu sei que perguntará. Todos perguntam. E eu creio que a pergunta e, especialmente o ponto de exclamação que segue depois dela é um grande elogio. Não quero dizer o Brasil não tenha competência para a música boa, pelo contrário. Temos de sobra ritmos e talentos de dar inveja à qualquer gringo. Mas a coisa muda quando você joga na casa do adversário.

Fernando Noronha é do Rio Grande do Sul e toca blues. Blues Rock de verdade. Aquele que blues que nasceu no Mississipi e de lá seguiu para Chicago, Texas e Seattle. O blues poderoso que foi turbinado pela eletricidade de Jimi Hendrix, Stevie Ray Vaughan e Eric Clapton. O blues sagrado.

Pra mexer com esses caras tem que saber o que faz.

A Black Soul, que acompanha Noronha desde seu primeiro disco, em 1997, sabe bem o que faz. Eles incorporaram o espírito livre e audacioso que o Blues Rock pede e o transformaram em trechos viajantes com os quais Noronha constrói riffs poderosos e solos inspiradores.

A própria voz de Fernando Noronha transpira a boa música norte americana. Sua rouquidão e sotaque carregado colocam no ar as letras – também do guitarrista – com uma emoção que nos deixam apaixonados, revoltados ou cheios de vontade de viver a vida. Você frequentemente ouvirá Fernando Noronha e se imaginará dirigindo na rota 66, cruzando os Estados Unidos com muito sol na cabeça e adrenalina no sangue.

Experimente ouvir Secret of the Recipe e me diga se sua vida não está mais feliz após uma bela audição.

Fernando Noronha & Black Soul é música para pegar a estrada, para curtir com os amigos, para tomar cerveja ou, se você quiser entrar mesmo no clima, um bom e velho whisky. São caras que conhecem as dores da vida tão bem quanto suas alegrias. Homens que sabem da fragilidade do momento e do poder imortal por trás de cada acorde. São caras que entendem que o amor é tão cego quanto sádico, mas que, quando compreendido em sua raíz só faz a vida valer a pena.

Ouça e seja feliz. E se eu não fui capaz de te convencer a escutar, talvez esse depoimento seja:

É realmente muito bom ver uma banda tão jovem tocando blues tão bem – B.B. King


Felipe Perazza é o cara por tras do blog Músicas de Andarilho e autor do livro Heróis e Anônimos.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários