Música Boa Que Você Talvez Não Conheça: Captain, We’re Sinking

Leandro de Barros

  sábado, 28 de fevereiro de 2015

Música Boa Que Você Talvez Não Conheça: Captain, We’re Sinking

O futuro está cancelado com o a melhor banda de punk-rock que a gente ouviu nos últimos anos

O punk não morreu, amigo, mas ele está afundando.

captain were sinking

As pessoas às vezes me dizem: “Leandro, você até é um cara legal, mas você nunca me deu um presente ou fez algo que realmente que mudasse minha vida“. Ora, isso é uma grande besteira porque eu toco a vida das pessoas diariamente através desse fantástico sorriso que estampo no rosto todos os dias. Mas eu não estou aqui para discutir isso…

O que eu vim fazer é garantir que você, ó nobre e estimado leitor, não tenha mais motivos para dizer a frase do parágrafo anterior, já que estou escrevendo nesse momento um presente para você. Até o fim desse texto você terá conhecido a melhor banda de punk alternativo independente dos últimos anos – e eu poderia incluir aqui uma piada dizendo que “hehe é brincadeira“, mas eu acho honestamente que isso.

Com o ótimo título de Captain, We’re Sinking (se o nome da sua banda é uma frase, ela já é superior ao resto #ficadica), a banda é composta “oficialmente” por quatro membros, que assinam tudo apenas com seus primeiros nomes: Bob, Leo, Zack e Bill, da cidade de Scranton, no Estado da Pensilvânia, nos EUA.

Maybe I’d be happier if I didn’t think this way

Ao todo, os caras já lançaram dois álbuns: um mais independente e rústico, chamado The Animals Are Out, e a pérola que me fez conhecê-los e admirá-los por dois anos já: The Future is Cancelled, pela Run for Cover Records.

Em The Future is Cancelled, a banda entrega um álbum como eu não via há muito tempo – e eu abro um parênteses aqui pra dizer que não, eu não consumo música com tanta frequência assim, então se você tiver outras coisas parecidas faça o favor de compartilhar aí. E sim, eu usei traços e não parênteses porque eu sou muito rebelde, cara – um álbum inteligente, sombrio e profundo, mas o mais importante: honesto e verdadeiro.

I know I said I wouldn’t drink
But someone mentioned that an ounce of wine would absolve me of all my sins
So I took a shot for Mary, and I took two for your son
I had a few for my own self pity and I felt innocent again

Eu lembro de uma música do Dance of Days (amigos, minha adolescência foi SOMBRIA) que se chamava “Essa Música Me Diz Tanto Que Não Tem Meu Nome” e é bem essa a sensação que eu tenho ao ouvir The Future is Cancelled: um álbum que fala tanto comigo e que, ao mesmo tempo, é tão verdadeiramente emocional que ficar indiferente a ele é impossível.

Mas não deixe que as palavras “verdadeiramente emocional” te afastem de Captain, We’re Sinking, nobre amigo que tem medo das suas emoções e se esconde atrás de uma guitarra barulhenta: as letras de The Future is Cancelled não possuem nada de “ai meu amorzinho, te amo tanto, vem me dar um abracinho meu docinho de caju” (às vezes eu me sinto o maior compositor em português vivo atualmente), os temas tratados no álbum são BEM pesados. De verdade. Vale até um trigger warning aqui para quem é depressivo e tem tendências suicidas, porque o álbum parece uma grande crise de depressão, falando sobre alcoolismo, suicídio, reabilitação, insônia, escapismo e oferece, como a gravadora publicita, “uma visão cristalina em um momento nebuloso e confuso onde se tem de lidar com os horrores e incertezas de uma vida adulta iminente“. Porém, se você ouvir as músicas na ordem certa, é possível encontrar uma postura bem honesta sobre esses problemas e até uma visão esperançosa sobre as coisas.

When did our love start to fade?
When did you just become just a roommate that I hate?
She said “It was when you gave up on me”
“And you stopped being my medicine, became my disease”

Captain, We’re Sinking tem um som arrebatador, um pegada punk-rock muito direta, mas conseguindo ainda manter uma melodia bem cativante em cada música. Se em estúdio os caras mandam muito bem, ao vivo eles conseguem ser ainda mais emocionais – no vídeo abaixo, eles tocam as faixas de The Future is Cancelled e é incrível a energia com o público quanto eles começam Montreal (aos 14:22) e durante A Bitter Divorce (a faixa mais emocional deles, aos 23:50, quando parte do público sobe no palco pra cantar com eles):

Você pode ter achado o som dos caras um pouco sujo ao vivo, mas isso é porque… bom, eles são uma banda de punk, ao vivo, cuja captação de som está vindo de uma câmera de vídeo. A Run for Cover libera o álbum pra você ouvir no embed abaixo e você pode curtir a experiência proposta pelos caras (e comprar tudo por $8 dólares!):

Se você curtiu o trabalho dos caras, pode clicar aqui pra conferir o Tumblr oficial deles, o Facebook oficial e até o Twitter oficial, onde eles avisam que chegaram atrasados num show e só puderam tocar 3 músicas porque um membro da banda tomou uma multa à caminho:

Amigos, de nada, ok? :)


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários