Stephen King oficializa Dr. Sleep, a continuação de O Iluminado

  Leandro de Barros  |    quarta-feira, 28 de setembro de 2011

O autor confirmou que está escrevendo uma continuação de O Iluminado, que vai contar o que aconteceu com o garoto Danny Torrance após o fim do primeiro livro e vai ter alguns vampiros na história

Durante uma apresentação na George Mason University, o autor Stephen King anunciou que está escrevendo uma continuação da, talvez, sua obra mais famosa: O Iluminado.

O livro se chamará Dr. Sleep e contará a história do garoto Danny Torrance, já crescido e trabalhando num hospital onde ele ajuda os doentes terminais à “passar para o outro lado” em paz.

“Essa é uma idéia que eu tive há algum tempo. Eu escrevi um livro nos anos 70 chamado O Iluminado… Eu sempre me perguntei o que aconteceu com aquele garoto, Danny Torrance, quando ele cresceu… e foi daí que a história começou. O livro ainda não está terminado e se chama Dr. Sleep. Meio que vai de volta pro ‘qual é a pior coisa que você consegue pensar?’ Eu sabia que existiam pessoas ruins nessa história que eram como vampiros, só que o que eles sugavam não era sangue, mas energia psíquica de pessoas especiais como Danny Torrance. E eu vim a perceber que essas pessoas se chamavam The Tribe (A Tribo) e que eles se mudavam muito. A líder é uma mulher chamada Rose e todos eles tem esses nomes de piratas, porque eles meio que são piratas” – disse o autor.

Confira um vídeo de Stephen King lendo um trecho de Dr. Sleep na apresentação, em inglês, claro: (cortesia do Hypable)

O Iluminado virou filme pelas mãos do lendário diretor Stanley Kubrick e foi protagonizado por Jack Nicholson. O filme foi sucesso de público e crítica e alcançou quase que instantaneamente o status de clássico.

Ainda não há previsão de lançamento para essa sequência.

Enquanto isso, a gente continua esperando novidades sobre o projeto de adaptação de A Torre Negra.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários