Scott Snyder fará novo arco com o Coringa

Leandro de Barros

  segunda-feira, 28 de abril de 2014

Scott Snyder fará novo arco com o Coringa

Roteirista revela que o vilão voltará à revista do Batman após os eventos de A Morte da Família

joker death in the family

Scott Snyder é atualmente o roteirista da principal revista mensal do Batman em Os Novos 52, nos EUA, e até o momento já idealizou três grandes sagas com o Cavaleiro das Trevas:

  • A Corte das Corujas, onde o Batman descobre a presença da Corte das Corujas, uma sociedade sinistra que controla Gotham das sombras à anos;
  • A Morte da Família, quando o Coringa retorna depois de 1 ano de ausência para acabar com a principal fraqueza do Homem-Morcego: a Bat-Família;
  • Zero Year, a história de como Bruce Wayne retorna para Gotham e decide se tornar o Batman após as ações do perigoso Capuz Vermelho e do Charada.

As duas primeiras sagas foram grandes sucessos de vendas e crítica, enquanto Zero Year está atualmente perto da sua conclusão e também tem vendido muito bem e recebido muitos elogios.

Porém, a série se passa no passado de Os Novos 52 e os fãs querem saber o que vai acontecer com o Batman após os eventos de Forever Evil – e Scott Snyder já sabe o que fazer.

Na C2E2, nesse fim de semana, o roteirista revelou que o Coringa voltará em breve à revista, para se vingar dos eventos da conclusão de A Morte da Família.

A história do Coringa sempre era pra ter sido uma história de duas partes, mas vocês terão de ser pacientes. O Coringa agora simplesmente ODEIA o Batman e quer enterrá-lo, ele está mais assustador do que nunca

É interessante a citação de que o Coringa odeia o Batman, porque a “ideia” do vilão na saga anterior é que ele amava o personagem e queria “melhorá-lo”, queria que ele voltasse a ser quem ele era. Se ele matou dezenas de pessoas porque AMAVA o Batman, dá pra imaginar o que ele fará agora que ele odeia o cara.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários