Rumor do Dia: A Universal está tentando construir um parque temático da Terra Média?

Condado O Hobbit

A Universal Pictures investiu com força no mercado de parques temáticos e possui, hoje, um dos principais complexos de diversões e entretenimento de Orlando, na Flórida. Uma das estratégias da empresa foi apostar em parques temáticos de franquias famosas, como o The Wizarding World of Harry Potter, que “cria” parte do universo imaginado por J.K. Rowling.

Pensando em expandir a sua oferta de atrações, PODE SER que a Universal esteja de olho em outro universo fantástico criado por um escritor britânico.

O BleedingCool fez um apanhado de relatos e rumores que saíram em diversos lugares nos últimos dias, indicando que talvez a empresa americana esteja flertando com a família Tolkien para poder criar um parque temático da Terra Média em Orlando.

  • Rumor do Dia: a Globo está produzindo uma série de zumbis?

Como todos os relatos são muito pouco sólidos, darei uma resumida no que tem sido dito por aí:

Aparentemente, a família Tolkien é muito protetora com o legado de J.R.R. Tolkien e muito cuidadosa em tudo que faz, chegando ao ponto de processar a Warner Bros. e a Saul Zentz porque ambas as empresas criaram “máquinas de jogo online” com a marca da Terra Média, alegando que a Warner só poderia criar ações de marketing “tangíveis” e nada online. Ou seja, eles levam tudo ao pé da letra mesmo. Dessa forma, os relatos dizem que a Universal entrou em contato com a Warner para que o estúdio “preparasse o terreno” com os Tolkien. Depois da Warner fazer o meio-de-campo com a família Tolkien, dizendo que a Universal é linda e maravilhosa e que tratou muito bem JK Rowling (outra “protegida” da Warner), os Tolkien confirmaram com a criadora de Harry Potter essa informação  E foi aí que a Universal entrou de verdade na história, mostrando um plano de construção de um parque temático e tudo mais.

Como os termos “Rumor do Dia”, “aparentemente”, “segundo os relatos” e afins denunciam, tudo não passa de um RUMOR, um BOATO. Onde há fumaça, há fogo? Pode haver. Pode ser que já houve fogo, mas já foi apagado. Pode ser que o fogo demore anos pra dar frutos (what?). Pode até ser que essa fumaça aí tenha sido plantada pros fãs reagirem positivamente, convencendo assim a família Tolkien a colocar fogo nessa história. Pode ser também que seja hora de parar com essa metáfora do fogo e da fumaça antes que alguém saia queimado.

Se acontecer mesmo, será ótimo para os envolvidos, que lucraram horrores com os fãs que viajarão quilômetros para “andar pela Terra Média”. O turismo da Nova Zelândia aumentou bastante desde que Peter Jackson começou a filmar O Senhor dos Anéis por lá…

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

Começa numa perseguição de carro e continua numa perseguição a pé, uma família acuada tenta fugir de seus perseguidores se embrenhando na floresta, a tensão...

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

Magnifica! É a primeira palavra que me vem à mente para descrever a série Agents of SHIELD, uma série que começou com uma pegada totalmente...

Crítica | Resident Evil 6 – O Capítulo Final

Resident Evil 6 – O Capítulo Final, dirigido por Paul W. S. Anderson e levemente baseado no jogo de vídeo game do mesmo nome,  é...

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

A quase 12 anos atrás, chegava ao cinema a adaptação de um dos maiores sucessos literários da história. “Lemony Snicket’s A Series Of Unfortunate Events”,...

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

Walter Tierno é autor nacional, publicou dois livros pela Giz Editorial (Cira e o Velho e Anardeus – No Calor da Destruição) e agora, pela...

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld

Scott Westerfeld é, atualmente, um dos escritores que considero consistentes a ponto de ler seus livros sem saber exatamente do que se tratam e ainda...