Review | Avengers vs. X-Men #2 – É assim que o mundo termina…

  Leandro de Barros  |    segunda-feira, 23 de abril de 2012

A luta entre os Vingadores e os mutantes continua nos quadrinhos da Marvel

Mais um capítulo de Avengers vs. X-Men chegou às bancas norte-americanas e em formato digital para todo o mundo através do Comixology.

Se o primeiro capítulo terminou com o começo da porradaria entre Vingadores e X-Men, o segundo já começa com o pau quebrando, mas se destaca por alimentar os rumores de um possível reboot da Marvel.

Spoilers abaixo.

As primeiras páginas de Avengers vs. X-Men #2 se resumem em mostrar um panorama da batalha. Alguns quadrinhos são do confronto campal, outros de lutas individuais. Nada é profundamente explorado, sendo mostrados apenas alguns lampejos do que está acontecendo na praia de Utopia.

O Capitão América e o Ciclope trocam escudadas e raios enquanto discutem, o Wolverine é considerado traidor enquanto pega dois X-Men de uma vez, o Namor se enrola com o Luke Cage e o Coisa no mar, o Colossus e o Hulk Vermelho fazem uma briga de pesos pesados no Helicarrier, o Pantera Negra e a Tempestade fazem uma disputa de marido e mulher, o Doutro Estranho e a Magia duelam magicamente e o Homem de Ferro enfrenta o Magneto e a Emma Frost.

Essa última, aliás, tirou Hope da praia de Utopia e a levou para dentro do complexo dos X-Men, para depois enfrentar o Homem de Ferro. Tecnicamente, Tony Stark sairia em grande prejuízo ao enfrentar Emma e Magneto, já que não possui qualquer tipo de defesa psíquica contra Emma e o Magneto é o mestre do magnetismo. Mas como o próprio texto da revista diz, “se você acha que essa luta não há um desafio, você não conhece Tony Stark”.

Nesse momento, vem a cena mais ~polêmica~ da revista. Mercúrio, gfilho de Magneto que assistia à tudo pela TV, entra na briga. Seu pai pergunta se ele trouxe a irmã junto. Enquanto isso, a Feiticeira Escarlate assistia à tudo da casa dos dois irmãos. Ela desliga a TV e sai andando. No close, fica o diário de sonhos dela, com uma imagem da fênix e os dizeres: “É assim que o mundo termina…”

Enquanto isso, ainda em Utopia, o Wolverine e o Homem-Aranha se infiltram no complexo dos X-Men através do esgoto e chegam à sala onde Hope está sendo “mantida”. Entre aspas, porque a garota derrota todos os jovens mutantes que estavam com a missão de mantê-la alí com o poder da Fênix. Hope ainda não dominou todo o poder da entidade, mas começa a despertá-lo mais e mais. Aliás, ela derrota o Wolverine e o Homem-Aranha também.

A edição termina com Vingadores e X-Men entrando na sala e se deparando com a destruição causada por Hope, que agora ruma em direção à algum lugar através do mar. Like a Jesus.

Os Vingadores e os X-Men se incomodaram mais em dar porrada uns nos outros do que com o paradeiro de Hope e agora ela vaga sem rumo, podendo chegar à uma cidade qualquer e matar todo mundo, ou podendo dominar mais a Fênix e tudo mais. Parabéns, hein? Grandes heróis!

A porradaria na edição foi meio brochante, mas a gente sabe que o foco de Avengers vs. X-Men não é a porrada. Existe uma minissérie própria pros sopapos entre os heróis, a AvX: Versus.

A arte de John Romita Jr. continua como na última edição: é até que boa e tal, mas eu não consigo admirá-la totalmente. Eu reconheço o bom trabalho que ele tem feito com a Hope, meio que tentando emular um pouco a Jean Grey quando estava possuída pela Fênix antigamente. Mas pode ser que seja frescura minha…

A cena da Feiticeira Escarlate é o ponto mais discutível da edição. “É assim que o mundo termina” pode muito bem significar que o reboot da Marvel vem aí, embora não acha nenhum tipo de confirmação de dentro da editora e eu não ache que a Marvel realmente vai rebootar seu universo. E a alternativa de criarem um novo universo paralelo, tipo o Ultimate? Ou, simplesmente, ser uma “ameaça vazia”. Pode ser que a Feiticeira Escarlate morra e o “mundo dela” termine com a Fênix, quem sabe.

A resposta virá nas próximas edições de Avengers vs. X-Men.

PS: Na minha opinião, o Ciclope tem agido como um idiota de marca maior e com uma burrice apenas comparável à de *insira aqui aquela subcelebridade conhecida pelo seu intelecto defasado*. Concordo que o Capitão América ir lá com os Vingadores em peso mostra que eles também não pretendiam só conversar, mas o Ciclope pisou na bola de maneira absurdamente gigantesca.

Edições Anteriores


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários