Morre, aos 88 anos, Millôr Fernandes

  Leandro de Barros  |    quarta-feira, 28 de março de 2012

Fundador do jornal O Pasquim morre devido a falência de múltiplos órgãos

O escritor, crônista, tradutor, dramaturgo, filósofo, humorista, jornalista, cartunista, desenhista, ídolo e gênio Millôr Fernandes morreu na noite de terça-feira (27/03) aos 88 anos de idade, no Rio de Janeiro.

A falência de múltiplos órgãos tem sido divulgada como razão da morte de Millôr.

Como eu não tenho um quinto da habilidade de Millôr com as palavras, não há muito que eu possa dizer sobre a vida e obra do fundador d’O Pasquim, que já não está sendo dito por aí. De todas as frases e crônicas de Millôr que serão twittadas, retwittadas, compartilhadas, divulgadas e colocadas em apresentações de Powerpoints e enviadas por email, escolhi uma como favorita pra esse momento em que vive a nossa sociedade.

Eu não quero viver em um mundo onde não se possa fazer uma piada de mau gosto

MILLÔR, Fernandes.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários