Miss Japão 2013 quer se tornar uma mangaká!

Normalmente, a gente por aqui não dá muita atenção assim pro tal Miss Universo, mais importante concurso de beleza feminina do planeta Terra (e eles ainda tem a audácia de se chamar Miss “Universo”, onde estão as garotas vulcanas?).  Ainda que o concurso tenha “milhões de espectadores mais de 150 países”, não é exatamente algo que faça parar a nossa rotina.

Agora que você já fez as suas piadinhas sem graça e previsíveis, vamos falar sério. Durante as preliminares do concurso desse ano, que estão servindo para definir as Misses de cada país, algo chamou a atenção: a Miss do Japão. Não tanto por ser bonita, mas pelo seu discurso de agradecimento: Yukimi Matsuo (a senhorita em questão) quer se tornar uma mangaká!

Miss Japao 2013
caso você esteja se perguntando o que raios é um(a) mangaká, é o termo para os quadrinistas japoneses

Matsuo disse que desde jovem queria trabalhar na indústria dos quadrinhos japoneses, mas que a sua carreira como modelo sempre atrapalhou o objetivo. Aliás, ela afirmou que foi convidada por uma revista digital para publicar um mangá de sua autoria nesse ano, mas teve de passar a oportunidade para disputar o Miss Universo, já que ela não terá muitas oportunidades no concurso novamente (as candidatas à Miss Universo não podem ter mais de 28 anos e Matsuo tem 25). Porém, depois do concurso, a Miss Japão pretende encarar a sua carreira como mangaká como seu “desafio final” na vida.

Matsuo disse admirar artistas como Ai Yazawa (NANA) e Moyoco Anno (Sugar Sugar Rune) pela forma como trabalham as personagens femininas em seus mangás e também afirmou que se tornou modelo para coletar ideias para o mangá que pretende escrever, além de ter entrado no Miss Universo para apresentar o mangá às crianças ao redor do mundo. “Quero levar a cultura do mangá ao mundo!“, disse.

Um exemplo do traço da Miss, direto do Facebook dela (um achado do ótimo Xil):

Miss Japao 2013 02

via ANN

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

Começa numa perseguição de carro e continua numa perseguição a pé, uma família acuada tenta fugir de seus perseguidores se embrenhando na floresta, a tensão...

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

Magnifica! É a primeira palavra que me vem à mente para descrever a série Agents of SHIELD, uma série que começou com uma pegada totalmente...

Crítica | Resident Evil 6 – O Capítulo Final

Resident Evil 6 – O Capítulo Final, dirigido por Paul W. S. Anderson e levemente baseado no jogo de vídeo game do mesmo nome,  é...

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

A quase 12 anos atrás, chegava ao cinema a adaptação de um dos maiores sucessos literários da história. “Lemony Snicket’s A Series Of Unfortunate Events”,...

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

Walter Tierno é autor nacional, publicou dois livros pela Giz Editorial (Cira e o Velho e Anardeus – No Calor da Destruição) e agora, pela...

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld

Scott Westerfeld é, atualmente, um dos escritores que considero consistentes a ponto de ler seus livros sem saber exatamente do que se tratam e ainda...