Miles Morales se junta aos All-New X-Men!

Surpreendentemente, o roteirista Brian Michael Bendis, um dos principais nomes da Marvel, divulgou no seu Tumblr oficial uma imagem que deixou a cabeça de muita gente encafifada (o termo exato pra essa situação).

A imagem é essa capa de All-New X-Men #32, desenhada por Sarah Pichelli:

x-men miles morales

Ok, eu tenho certeza que o nobre amigo leitor já sacou de cara a homenagem à capa de Uncanny X-Men #139, edição dos anos 80 que apresentava a Lince Negra ao mundo. Mas não é só isso que essa imagem tem de especial.

No centro dela está o sempre glorioso Miles Morales, o Homem-Aranha do Universo Ultimate da Marvel. O problema é que os All-New X-Men estão no Universo 616 da Marvel, que é o “universo padrão” da editora. Como o carinha teria trocado de universo?

Bem, existem duas boas teorias até o momento, ambas baseadas em Homens-Aranha, minissérie de autoria de Brian Michael Bendis publicada em 2012.

Em Homens-Aranha, o Peter Parker do Universo 616 vai parar no Universo Ultimate, onde conhece Miles Morales e toda a galerinha de lá. No fim do evento, ele acaba descobrindo que existe um Miles Morales no Universo 616, embora essa informação seja um mistério para os leitores – depois do fim da minissérie, Peter passou por uma fase desagradável onde teve a mente movida para o corpo moribundo do Dr. Octopus e viu o vilão assumir sua identidade como o Homem-Aranha.

A primeira teoria sobre esse Miles Morales é que, dessa vez, o jovem Homem-Aranha do Universo Ultimate é quem vai visitar o seu companheiro Peter Parker (até porque, Homens-Aranha 2 já foi encomendada pela Marvel). Indo parar nesse novo universo por algum tempo, Miles poderia ir brincar com os X-Men do passado.

A segunda teoria seria que os X-Men do passado é que vão parar no Universo Ultimate – afinal, como Homens-Aranha mostrou, o Mysterio já sabia que existia um novo universo por aí e sabia como ter acesso à ele, o que impediria que o Fera ou um vilão dos mutantes soubesse do mesmo?

Só saberemos no futuro.

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

Começa numa perseguição de carro e continua numa perseguição a pé, uma família acuada tenta fugir de seus perseguidores se embrenhando na floresta, a tensão...

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

Magnifica! É a primeira palavra que me vem à mente para descrever a série Agents of SHIELD, uma série que começou com uma pegada totalmente...

Crítica | Resident Evil 6 – O Capítulo Final

Resident Evil 6 – O Capítulo Final, dirigido por Paul W. S. Anderson e levemente baseado no jogo de vídeo game do mesmo nome,  é...

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

A quase 12 anos atrás, chegava ao cinema a adaptação de um dos maiores sucessos literários da história. “Lemony Snicket’s A Series Of Unfortunate Events”,...

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

Walter Tierno é autor nacional, publicou dois livros pela Giz Editorial (Cira e o Velho e Anardeus – No Calor da Destruição) e agora, pela...

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld

Scott Westerfeld é, atualmente, um dos escritores que considero consistentes a ponto de ler seus livros sem saber exatamente do que se tratam e ainda...