Marvel altera a história de origem do Homem de Ferro

Spoilers sobre os quadrinhos da Marvel nos EUA.

homem-de-ferro-familia

Quem acompanha as HQs da Marvel em formato digital através do Comixology sabe que a mensal do Homem de Ferro está perto de concluir uma longa saga com a nova origem de Tony Stark.

O evento comçou com a revelação através do andróide 451 (uma espécie de robô com a função de registrar a história do Universo), acaba indo parar na Terra e dá início à um plano para elevar o potencial militar do planeta e avançar a evolução da humanidade na esperança de que a Terra se torne uma espécie de liderança para as raças do Universo.

Para que esse plano tivesse êxito, 451 precisou alterar geneticamente uma criança no planeta para que ela crescesse com uma mentalidade voltada para o desenvolvimento armamentista e pudesse causar o avanço tecnológico terrestre necessário para iniciar essa reformulação universal. Para isso, 451 se aliou à Howard Stark (o pai do Homem de Ferro) e fez de Tony Stark o fruto do seu plano.

Essa é a nova origem do Homem de Ferro: ele foi geneticamente modificado para ter essa predisposição e genialidade armamentista – basicamente, ele foi programado para criar o Homem de Ferro.

Porém, contudo e todavia, o plot twist dessa história ainda estava em segredo, até a própria Casa das Ideias resolver entregar o spoiler máximo da saga!

De acordo com a Marvel, o segredo do arco é que, na verdade, Tony Stark foi adotado! *música de suspense*

Duplo-plot-twist: o verdadeiro filho de Howard e Maria Stark se chama, na verdade, Arno Stark e é o Homem de Ferro de 2020 – que ainda não é Homem de Ferro nas HQs porque ainda estamos em 2013, né?

Seja como for, medida ousada de Kieron Gillen. Se a Casa das Ideias irá manter isso pelos anos que virão, ainda teremos que descobrir.

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

Começa numa perseguição de carro e continua numa perseguição a pé, uma família acuada tenta fugir de seus perseguidores se embrenhando na floresta, a tensão...

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

Magnifica! É a primeira palavra que me vem à mente para descrever a série Agents of SHIELD, uma série que começou com uma pegada totalmente...

Crítica | Resident Evil 6 – O Capítulo Final

Resident Evil 6 – O Capítulo Final, dirigido por Paul W. S. Anderson e levemente baseado no jogo de vídeo game do mesmo nome,  é...

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

A quase 12 anos atrás, chegava ao cinema a adaptação de um dos maiores sucessos literários da história. “Lemony Snicket’s A Series Of Unfortunate Events”,...

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

Walter Tierno é autor nacional, publicou dois livros pela Giz Editorial (Cira e o Velho e Anardeus – No Calor da Destruição) e agora, pela...

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld

Scott Westerfeld é, atualmente, um dos escritores que considero consistentes a ponto de ler seus livros sem saber exatamente do que se tratam e ainda...