Harry Potter é o Anticristo da Liga Extraordinária de Alan Moore

  Leandro de Barros  |    segunda-feira, 18 de junho de 2012

Escritor britânico coloca o bruxinho criado por J.K. Rowling como o Anticristo da sua Liga Extraordinária

Para quem não sabe, atualmente o escritor britânico Alan Moore, autor de obras como V de Vingança e Watchmen, vinha trabalhando na trilogia A Liga Extraordinária: Século. O objetivo todo da trilogia era ver as tentativas da Liga Extraordinária de impedir o nascimento do Anticristo.

A edição final da trilogia A Liga Extraordinária: Século, chamado 2009, foi publicada nos últimos dias nos EUA e no Reino Unido. E, spoilers à parte, eu devo dizer que a Liga Extraordinária acaba vendo o Anticristo. E ele é o Harry Potter.

Em defesa do escritor, ele em nenhum momento cita o nome “Harry Potter”. Apenas cita um tal “Thomas Riddle“, que vai para uma escola infantil através de uma plataforma de trem que fica entre duas outras plataformas na estação King’s Cross, em Londres. Lá, nosso amigo Voldemor… quer dizer, Thomas Riddle, vira tutor do Anticristo. Que solta raios da “varinha”. If you know what i mean

A imprensa britânica já começou a pegar no pé do britânico. Aqueles que não gostam de Moore, também. Afinal,  não faz nem três meses que Moore criticou a DC por usar os personagens criados por ele em Before Watchmen, contando histórias não pretendidas por ele. Além disso, o próprio Moore nunca aceitou créditos ou dinheiro dos filmes baseados em suas obras, por achar que eles “deturpam” o sentido que essas histórias tinham. E “deturpar” é exatamente o que Moore fez com o jovem Harry Potter no capítulo final de A Liga Extraordinária: Século.

Os defensores de Moore também entram em ação. Como explica o Independent, o “Harry Potter Anticristo” de A Liga Extraordinária: Século (que costuma citar personagens literários das épocas em que se passa a história) é uma representação da obsessão dos estúdios em “substituir histórias com franquias milionárias“. Assim, a sugestão do Harry Potter como Anticristo é apenas a maneira de Moore de criticar a indústria do entretenimento e das artes, e também o mundo da literatura atual.

Seja qual for a intenção do britânico, Alan Moore conseguiu as manchetes novamente. Eu já começo a achar que ele é, na verdade, o maior marqueteiro da indústria dos quadrinhos…

A Liga Extraordinária: Século: 2009 deve ser lançado em breve no Brasil, ainda sem data marcada.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários