Graphic novels da Marvel estarão disponíveis para o Nook Tablet

  Leandro de Barros  |    terça-feira, 08 de novembro de 2011

As graphic novels da Marvel estarão disponíveis para os donos do tablet da livraria Barnes & Nobles, o Nook Tablet

A Marvel e a livraria Barnes & Nobles anunciaram ontem um acordo para disponibilizar aos donos do tablet da livraria, o Nook Tablet, uma vasta biblioteca de quadrinhos da Casa das Idéias.

Segundo o anúncio, apenas as graphic novels da Marvel estarão disponíveis para os usuários do Nook Tablet. A editora mantém a postura de privilegiar os donos de comic shops americanas e distribuir suas HQs primeiro em cópias impressas, e muito tempo depois em formato digital. Embora eu veementemente não concorde com essa postura da Marvel, e até ache que ela perde muito mercado evitando entrar com suas edições mensais em formato digital, sou obrigado a comemorar essa notícia. Pelo menos essa notícia vem como um sinalizador de que a Marvel não está totalmente fora do mercado digital.

Enquanto isso, é interessante ver como a Barnes & Nobles, que era parceira da DC até ela disponibilizar suas graphics novels para o tablet da Amazon, o Kindle Fire, acabou indo atrás da principal rival da DC fechar o mesmo acordo.

As duas editoras possuem aplicativos próprios para o iPad/iPhone e agora se espalham pelos outros tablets. A digitalização dos arquivos é algo muito benéfico, principalmente para os fãs que vivem fora dos EUA. Como nós, por exemplo.

É inegável que é muito mais interessante para todos nós adquirirmos as obras em vias digitais, seja pelos tablets ou pelo Comixology, e lermos tudo em inglês mesmo, do que procurar os meios mais ilícitos. Claro, pros tablets são apenas graphic novels, mas no Comixology a DC já libera suas séries mensais, no mesmo dia das vendas impressas. Daqui a pouco a Marvel vai liberar também. Quando constatarem que as vendas são ótimas, a esperança é que a Panini contacte as duas editoras e tente montar no seu site um esquema parecido, liberando as HQs traduzidas no mesmo dia ou até com alguns dias com atraso. Eu não me incomôdo de ler em inglês, mas também não me incomodaria de esperar alguns dias e ler em português, tudo nos conformes.

Acho que o mercado digital não tira espaço do mercado impresso, só aumenta as possibilidades e o alcance dos produtos. Entre mortos e feridos, nós recebemos uma boa notícia. Agora vamos esperar que o cenário pintado acima possa se realizar, né?


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários