Fox News ataca as HQs da DC

  Leandro de Barros  |    sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Reeditando a mesma discussão sem sentido que já existe há quase 100 anos, a Fox News critica o conteúdo das histórias do relançamento da DC

A Fox News, a versão americana da Record, atacou as novas HQs da DC ontem, durante uma reportagem especial do canal. A razão? O “alto nível de sexualidade e violência” das novas revistas da editora.

Basicamente, o canal foi atrás de um dono de comic shop e de um psicólogo infantil para mensurar a maldade causada pelas páginas das revistas da DC às crianças e como elas podem ficar mais agressivas depois de ler a Mulher-Maravilha fugindo com o Superman no dia em que a Liga da Justiça foi derrotada.

Normalmente, a gente iria deixar passar isso. A gente já bateu palma pra maluco dançar no ano passado e, francamente, o Zé da Esquina tem mais credibilidade pra falar alguma coisa do que a Fox News. Mas sabe como é, a gente tem uma cota de notícias diárias sobre comics pra preencher, ninguém divulgou nada super-útil e interessante e estamos aqui. Falando de novo e de novo sobre um assunto já velho e desgastado.

“[As revistas da DC] são um tipo de Playboy fictícia para as crianças”, Neil Bernstein

Vale destacar aqui uma declaração do tal psicólogo infantil entrevistado pelo canal, Neil Bernstein, Ph.D. em psicologia infantil e autor do livro How to Keep Your Teenager Out of Trouble (Como Manter Seu Adolescente Fora de Problemas). Segundo Bernstein, as revistas da DC são “um tipo de Playboy fictícia para as crianças“.

Se você já vive o mundo dos quadrinhos a mais de dois meses, já ouviu todo o discurso purista-cristão da reportagem da Fox News. Você também já deve ter descoberto que não vai se transformar no Anti-Cristo caso leia o Batman dando uma rapidinha com a Mulher-Gato.

Enfim, a reportagem está abaixo, caso alguém queira vê-la:

Relaunched Comics Using Sex and Violence To Sell: MyFoxDC.com

PS: Só para deixar claro: eu não tenho nada contra a discussão sobre as editoras colocarem nudez  e violência desnecessárias apenas para vender mais. Aprovo a discussão, até porque não concordo com esse tipo de estratégia. Só que eu também não concordo em utilizar esse pretexto pra bater gratuitamente nas HQs, voltando a colocá-las como “vilãs de uma má educação infantil”, como fez a Fox News. 


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários