Enciclopédia de As Crônicas de Gelo e Fogo é adiada

Leandro de Barros

  sexta-feira, 31 de maio de 2013

Enciclopédia de As Crônicas de Gelo e Fogo é adiada

George R.R. Martin escreve demais e The World of Ice and Fire é adiada

No ano passado, George R.R. Martin anunciou que estava trabalhando em uma enciclopédia de As Crônicas de Gelo e Fogo, que se chamaria The World of Ice and Fire (O Mundo de Gelo e Fogo) e contaria com histórias de reis que governaram Westeros há dezenas de anos antes do início da saga e várias outras informações.

O projeto escrito pelo próprio Martin com colaboração de Linda Antonsson e Elio M. García, os criadores do site Westeros.org, e se tudo desse certo, deveria ser lançado no ano que vem. Não será porque George R.R. Martin exagerou novamente.

Originalmente, a ideia era que a enciclopédia contesse algo como 50 000 palavras. O rascunho que Martin e seus colaboradores enviaram à editora HarperCollins foi cinco vezes maior. A quantidade de informação foi tão grande, que a própria editora está considerando se lançará tudo no formato de enciclopédia mesmo e já encomendou mais artes conceituais pra ilustrar o material produzido.

+ sobre As Crônicas de Gelo e Fogo:

A ideia toda da enciclopédia é justamente expandir ainda mais o já gigantesco universo criado pelo autor. Quem acompanha a série Game of Thrones pode se sentir perdido por causa da quantidade de personagens, mas a verdade é que, com 10 episódios por temporada, a série do HBO mal começa a arranhar a superfície de As Crônicas de Gelo e Fogo. A razão disso? O autor tem uma imaginação muito fértil e costuma exagerar nos seus textos – não que os fãs reclamem, claro.

Agora, The World of Ice and Fire deverá demorar um pouco mais para sair. Esse atraso da enciclopédia não tem relação nenhuma com o sexto livro da série, The Winds of Winter, que por enquanto ainda tem previsão de lançamento para 2014 – até segunda ordem.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários