DC responde polêmica sobre camisetas sexistas

Leandro de Barros

  quarta-feira, 01 de outubro de 2014

DC responde polêmica sobre camisetas sexistas

DC concorda que material é ofensivo e promete reavaliar processo de design de produtos licenciados

A DC Comics se viu envolvida numa polêmica no começo dessa semana por causa de algumas camisetas oficiais licenciadas pela empresa que estavam a venda na Internet.

O material que originou essa confusão (que você pode ver exatamente abaixo desse parágrafo) é composto por duas camisetas: uma delas mostra uma arte editada de Justice League #12, onde o Superman beija a Mulher-Maravilha com os dizeres “Score! Superman does it again!” (que pode ser traduzido de maneira adaptada para “Pegou! O Superman consegue de novo!”); e a outra camiseta com os dizeres “Training to be Batman’s Wife”, cuja tradução significa “Treinando para ser a Esposa do Batman”.

dc camisetas

Não sei se eu preciso explicar porque modificar a arte que mostrava a Mulher-Maravilha segurando o Superman num beijo para transformar num cenário onde ele “pega” e merece o cumprimento e a admiração por isso é ofensivo pras mulheres; nem porque é péssimo que uma camiseta “treinando para ser a esposa do Batman” represente também a única opção de camiseta feminina que não seja uma versão para mulheres de camisetas masculinas.

Enfim, como não dava pra ser diferente, as duas camisetas licenciadas pela DC geraram muita reclamação na Internet e a editora resolveu se pronunciar sobre o caso.

A DC Comics é a casa de muitos dos maiores super-heróis homens e mulheres do mundo. Todos os nossos fãs são incrivelmente importante para nós e nós entendemos que as mensagens em certas camisetas são ofensivas. Nós concordamos com isso. Nossa empresa está comprometida no empoderamento de meninos e meninas, homens e mulheres, através dos nossos personagens e histórias. Assim, nós vamos olhar nossos produtos licenciados e o processo de design desses produtos para garantir que todos os nossos produtos refletem nossos valores e filosofia

Bom, não é o IDEAL, mas não dá negar que é um passo na direção certa no desenvolvimento de um mercado menos nocivo ou combativo à inclusão de mulheres como leitoras ou profissionais. Enquanto não é possível criar um cenário de incentivo ao público feminino nos quadrinhos, que pelo menos as editoras combatam as ações que prejudicam a presença desse público por aí.


Já está nos seguindo no Twitter e no Facebook? Vem trocar uma idéia com a gente também no Botecão do Jack, nosso grupo no Facebook. Se quiser algo mais portátil, corre pro Telegram.

Comentários