CONFIRMADO: O novo personagem gay da DC é Alan Scott!

O que já era esperado, se confirmou. A DC confirmou hoje oficialmente aos meios de comunicação americanos que Alan Scott, o Lanterna Verde original da editora, é o tal personagem que sairá do armário em Os Novos 52.

A gente já suspeitava da “solução desse mistério“, principalmente pelos fortes rumores ao redor do personagem. Segundo o New York Post, o fato de Alan ter ficado mais novo depois do reboot da editora, fez com que a direção criativa da DC o fizesse gay nessa nova versão.

A única parte ruim dele se tornar jovem é que nós perdemos o filho dele, Obsidian, que era gay. Então eu pensei ‘Por que não fazer Alan Scott gay?’“, disse James Robinson, escritor da revista Earth 2. “Foi ali que tudo começou“.

Já na edição #2 de Earth 2, nós veremos Scott com seu namorado, como mostram as imagens abaixo:

Ele ainda é o personagem que era. Ele é o pináculo da coragem e idealismo. E ele também é gay“, completou Robinson.

O fato de Scott ser o clássico arquétipo do herói ideal pode servir como inspiração para os adolescentes que lêem os quadrinhos, segundo Robinson: “Eu espero que ele seja uma figura positiva. Se houver algum menino por aí que estiver lendo a revista e preocupado sobre quem é, talvez a HQ dê à ele um senso positivo sobre quem ele é. Ou talvez um outro menino vai ler a revista e decidir que não há razão para zoar outro colega na escola“.

Earth #2 estará disponível em formato digital via Comixology no dia 6 de junho.

The Handmaid’s Tale – Review – 1ª Temporada

Começa numa perseguição de carro e continua numa perseguição a pé, uma família acuada tenta fugir de seus perseguidores se embrenhando na floresta, a tensão...

Agents of SHIELD – Review – 4° Temporada

Magnifica! É a primeira palavra que me vem à mente para descrever a série Agents of SHIELD, uma série que começou com uma pegada totalmente...

Crítica | Resident Evil 6 – O Capítulo Final

Resident Evil 6 – O Capítulo Final, dirigido por Paul W. S. Anderson e levemente baseado no jogo de vídeo game do mesmo nome,  é...

Desventuras Em Série – Crítica – 1° Temporada

A quase 12 anos atrás, chegava ao cinema a adaptação de um dos maiores sucessos literários da história. “Lemony Snicket’s A Series Of Unfortunate Events”,...

Resenha de Como Tatuagem, de Walter Tierno

Walter Tierno é autor nacional, publicou dois livros pela Giz Editorial (Cira e o Velho e Anardeus – No Calor da Destruição) e agora, pela...

Resenha de Além-Mundos, de Scott Westerfeld

Scott Westerfeld é, atualmente, um dos escritores que considero consistentes a ponto de ler seus livros sem saber exatamente do que se tratam e ainda...